Zaeli põe prestígio à prova com candidatura de esposa no Impro
Fullbanner1



Zaeli põe prestígio à prova com candidatura de esposa no Impro

Fonte: Da Redação NMT
SHARE
Presidente da Câmara trabalha pela vitória da mulher em um dos principais órgãos de representação mais relevantes entre os servidores públicos. Foto - Arquivo Pessoal

O presidente da Câmara Municipal de Rondonópolis, Rodrigo da Zaeli (PSDB), terá um bom termômetro sobre a aceitação do seu nome para as eleições de 2018, onde pretende tornar-se deputado estadual, em uma votação que ocorre já dentro desta semana e que envolve servidores públicos, um nicho que almeja ter do seu lado. Sua mulher, a advogada Cláudia Lugli, é candidata a ganhar a diretoria-executiva do Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Rondonópolis – Impro.

Rodrigo, inclusive, tem colocado sua estrutura pessoal, tanto política como técnica, para ajudar Cláudia em sua campanha. O próprio tucano tem feito contatos com lideranças do meio do funcionalismo para tentar desbancar a reeleição de Roberto de Carvalho, adversário da mulher. Nos últimos dias, o presidente da Câmara de Vereadores tem conseguido mais ativamente até mesmo o reforço de aliados do PSDB, com ligação dentro  do funcionalismo, e levado a busca setorizada por votos dos trabalhadores a algo bem mais articulado do que já tinha se visto na categoria.

A situação tem servido até mesmo para uma aproximação com o grupo do prefeito Zé do Pátio (SD), que está apoiando os Zaeli no pleito, e que, apesar da grande possibilidade de terem seu candidato a Assembleia Legislativa, não são pessoas que o presidente da Câmara quer ter tão longe de si, prevendo outubro.  É estratégico ter a mulher no comando do Impro e Rodrigo sabe disso. Cada dia mais habilidoso na condução dos trabalhos políticos de bastidores, o pré-candidato a deputado estadual precisa ser mais forte que foi em 2014, quando não conseguiu o mesmo objetivo que tem agora.

Há quatro anos atrás, Zaeli alcançou 11.127 votos e muito provavelmente não foi mais além porque dividiu espaço com o também então candidato a deputado estadual, Reginaldo Santos, vereador na ocasião e do mesmo grupo do prefeito em exercício daquele tempo, Percival Muniz. O parlamentar concorrente do PPS tinha como principal reduto eleitoral os servidores de carreira do Município, exatamente aqueles que Rodrigo vê mais “soltos” agora e que quer ter do seu lado neste ano.