Vereado Dr. Orestes se reúne com Secretária de Saúde para discutir projeto...
Fullbanner1

Fullbanner2


Vereado Dr. Orestes se reúne com Secretária de Saúde para discutir projeto Clinica Escola para Autistas

Fonte: Assessoria
SHARE

Uma reunião na manhã da ultima sexta-feira (04), entre o vereador Dr. Orestes Miraglia (SD), a Secretária de Saúde Carmem Garcia, a psicóloga Érica Rezende Barbieri, representantes da Secretaria Municipal de Educação e da Associação de Pais de Portadores de Transtorno do Espectro de Autismo, discutiu a viabilidade de implementação do projeto ‘Autismo na Escola’, da psicóloga Erica e, a possibilidade de criação de uma ‘Clínica Escola para Autistas’ em Rondonópolis.

Na verdade, a ideia do Projeto é da psicóloga Erica que tem filhos autistas, e nos últimos anos tem se dedicado a compartilhar informações, capacitar e difundir conhecimentos com os familiares de crianças especiais, sobre a realidade autista, suas implicações diárias no convívio, e as formas de identificar e conviver harmonicamente com os seus portadores.

~kkkk

Desde a apresentação da ideia de criação do projeto na Câmara Municipal no dia 18 de julho, durante uma reunião da” Ordem do Dia”, o vereador Dr. Orestes encampou a ideia e vem realizado ações junto aos gestores públicos, para que a ideia saia do papel e venha realmente a beneficiar os cerca de 300 alunos portadores de autismo existentes na rede pública de ensino, quer seja estadual, municipal e privada.

A Secretária Carmem Garcia, bem como, o vereador se prontificaram a estar envidando esforços para ampliar as discussões, levando inclusive ao conhecimento do prefeito Zé do Pátio, cobrando a efetiva adoção de eventuais ações no sentido de atender a estas novas demandas envolvendo esse público especial específico.

Durante a reunião, a presidente da Associação de Pais de Autistas, Rosemary de Aquino Pinto, apresentou uma demanda à Secretária de Saúde, pleiteando uma parceria, através da sessão de um local onde a associação pudesse funcionar e realizar suas reuniões semanais, auxiliando os pais de crianças autistas, atualizando-os com informações e capacitando-os para o convívio com os seus filhos e portadores de Transtorno de Espectro Autista, bem como solicitaram assento nos Conselhos Municipais de Saúde e Educação.

çççç

Cientes da boa vontade e sensibilidade do prefeito Zé do Pátio para com assuntos ligados à saúde e educação de crianças, principalmente as portadoras de necessidades especiais, tanto o vereador Orestes, como a secretária Carmem Garcia, se comprometeram em estar levando até o prefeito essa demanda esclarecendo-a ele a importância e abrangência que um projeto dessa natureza alcançaria sendo implementado no município de Rondonópolis.

A bem da verdade, o município em seus programas de assistência psicossocial, já desenvolve algumas ações no sentido de atender a uma parcela de sua clientela especial. Mas a criação da Clinica Escola para Autista atuaria de forma mais específica e direcionada a esse público diferenciado, que hoje, está estimado em cerca de 300 crianças. De acordo coma psicóloga Érica Rezende, 67 crianças da rede pública já teriam sido diagnosticadas om o Transtorno do Espectro Autista, mas o número é bem maior.

Montreal