Várzea Grande é a primeira cidade do Estado a capacitar catadores de...
Supermoveis

Fullbanner2


Várzea Grande é a primeira cidade do Estado a capacitar catadores de resíduos sólidos

0
Fonte:
SHARE

O curso será realizado nos dias 4 e 5 de março e está dividido em quatro tópicos: Educação Ambiental, Associativismo e Cooperativismo, Economia Solidária e Gestão Financeira.

 

Parceria entre a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável de Várzea Grande (SMMDRS/VG) e a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema/MT) vai capacitar catadores da cidade. O Município foi escolhido para ser o primeiro do Estado a receber o projeto “Pró-Catador” que tem como objetivo integrar, articular e fomentar ações de à organização produtiva dos catadores de materiais reutilizáveis e recicláveis. A capacitação será ministrada em forma de curso e nessa primeira etapa disponibilizará 30 vagas com foco em lideranças que possam multiplicar o conhecimento.

 

Como explica a secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável de Várzea Grande, Helen Farias Ferreira, além da Sema/MT, o Município participará com o apoio das secretarias de Saúde, Educação e Assistência Social. “No dia 15, iremos até o aterro sanitário apresentar o Pró-Catador e nessa ação, as equipes da Saúde e da Assistência Social estarão presentes levando informações pertinentes das suas Pastas e realizando aferição de pressão e o cadastro do Número de Identificação Social (NIS)”.

 

O curso será realizado nos dias 4 e 5 de março, na sede da secretaria municipal de Meio Ambiente, na Avenida Castelo Branco, e está dividido em quatro tópicos: Educação Ambiental, Associativismo e Cooperativismo, Economia Solidária e Gestão Financeira.

 

A gerente do Pró-Catador, e técnica da Sema/MT, Terezinha Rodrigues, explica que o curso é voltado para a prática do que os catadores vivenciam. “Eles serão agentes de gestão de resíduos sólidos com educação ambiental”.

 

Após a capacitação, a finalidade é confeccionarmos um plano de gestão de resíduos sólidos que seja pautado pela lei nacional, a 12.305. “As parcerias entre Estado, Município e catadores, têm a finalidade de traçar ações ecologicamente corretas na destinação dos resíduos sólidos e profissionalizar os catadores para que eles possam aprender a trabalhar com a reciclagem, visando a melhoria na qualidade de vida desses profissionais”, explica a secretária Helen.

 

O gerente de gestão de resíduos da coordenadoria de Políticas e Licenciamento de Resíduos Sólidos da Sema/MT, Ricardo de Sousa Carneiro, explica que há recursos, tanto do governo federal quanto de entidades internacionais para suporte à organização de associações e cooperativas. “Existem linhas de crédito específica para quem atua nos chamados empregos sustentáveis, para a melhoria do meio ambiente”.

Fonte: Sinduscon-MT

Montreal