Usuários voltam a denunciar buracos em trecho pedagiado na BR-364 Veja Video
Fullbanner1



Usuários voltam a denunciar buracos em trecho pedagiado na BR-364 Veja Video

Fonte: Bruno Pinheiro
SHARE
Foto: Reprodução.

Um motorista usuário da BR-364, gravou um vídeo durante uma viagem entre Santa Elvira e Jaciara, revelando o descaso na rodovia federal que é pedagiada.

Não é a primeira vez que usuários denunciam as más condições do asfalto na BR 364, no vídeo é possível ver vários “buracos” e motoristas precisam realizar manobras para saírem dos mesmos e colocando em risco até mesmo a direção. Ao lado da rodovia vários maquinários estão estacionados e nenhuma equipe trabalhando no local.

A Rota do Oeste esclarece que o trecho da BR-364, entre Rondonópolis e Cuiabá, é de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT), que tem o compromisso de realizar os serviços de duplicação, manutenção e conservação. Assim, a recuperação do pavimento na região do km 233, em Rondonópolis, é atribuição do Governo Federal e não da Concessionária. 

A divisão de responsabilidades é prevista em contrato de concessão, firmado em 2014, uma vez que à época do leilão da BR-163, em 2013, o Governo Federal contava com serviços e empresas contratados para atuar no segmento mencionado acima. 

Conforme o contrato, a Rota do Oeste é responsável pelos trechos da divisa de MS até Rondonópolis (km 0 ao km 125,2 da BR-163), Rodovia dos Imigrantes (km 495,9 ao km 524 da BR-070), e de Diamantino a Sinop (do km 507 ao km 855 da BR-163).

“O estado de Mato Grosso sendo o celeiro do Brasil, rico no agronegócio é inaceitável que, condutores tenham que enfrentar todo esse “caos” nas rodovias federais” disse um motorista ao NMT.

Como consta em contrato que, o DNIT é responsável pela manutenção e recuperação do trecho, é importante que o Ministério Público Federal entre com as providências cabíveis para que o contrato seja exercido como devidamente contratado.

Procurado pelo NMT até o final desta reportagem o DNIT não respondeu o que será feito no trecho denunciado.