União de poderes gera emprego para reeducandos
Fullbanner1


Macropel

União de poderes gera emprego para reeducandos

Fonte: Assessoria
SHARE
Foto: Wheverton Barros

Nesta terça-feira (28) o prefeito José Carlos do Pátio, assinou um convênio com o governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual de Justiça e Direitos Humanos, que garantiu a contratação de cerca de 100 reeducandos que cumprem pena no presídio da Mata Grande e também do sistema presidiário feminino de Rondonópolis. Além da Prefeitura, a Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis (Coder), Ministério Público e Poder Judiciário também assinaram o documento que representa uma oportunidade de reinserção desses cidadãos na sociedade.

O modelo desse convênio foi sugerido pelo vereador Jailton do Pesque Pague, que conheceu um trabalho semelhante sendo desenvolvido em outro município.  Serão contratados reeducandos que já cumpriram pelo menos 1/3 da pena para executar serviços feitos pela Coder, como operação tapa buracos, limpeza das vias públicas, pintura de meio fio e em obras de urbanismo.

Na primeira etapa serão liberados 20 homens, com uso das tornozeleiras eletrônicas, para o trabalho durante o dia e ao final do expediente, retornam para a Mata Grande. O convênio deverá ser expandido também para o sistema penitenciário feminino, o que animou as reeducandas que vivem a cada dia sem esperança de ter uma vida normal em sociedade.

“Esse convênio é de extrema importância, pois vai dar oportunidade para essas pessoas iniciarem uma atividade profissional e com isso começarem a se reintegrar à sociedade”, destacou o prefeito Zé Carlos do Pátio. Segundo ele toda a cidade vai ganhar com esse convênio, com a limpeza, conservação e manutenção das vias.

O presidente da Coder, José Severino da Silva Neto, o Nino, comentou que a Coder vai ganhar uma nova força de trabalho e dar uma oportunidade de trabalho para esses reeducandos que vão contribuir para repassando parte da renda para suas famílias.

A união entre os Poderes envolvidos nesse convênio foi destacada pelo secretário Adjunto de Administração Penitenciária do Estado de Mato Grosso, Emanoel Flores. Para ele, esse envolvimento vai colaborar com a reintegração desses reeducandos, visto que em algum momento eles estarão de volta convivendo em sociedade e melhor ainda se tiverem trabalhando e com renda mensal.

A juíza da 4ª vara criminal de Rondonópolis, Tatyana Lopes de Araújo Borges, o promotor de justiça Reinaldo Vessani Filho e o sub-diretor da Penitenciária da Mata Grande, Pedro Cardoso de Sá também participara do ato de assinatura dos contratos.

Montreal