Um pão ou um omelete de três ovos no café da manhã,...
Fullbanner1

Fullbanner2


Um pão ou um omelete de três ovos no café da manhã, o que engorda mais?

Fonte: Ana Flávia Dorsa e Thiago Mattar
SHARE
Omelete é mais indicado do que o pão nas dietas low carb. Foto: Ilustrativa.

Segundo a linha de dietas low carb, é preferível que uma pessoa coma um omelete feito com três ovos no café da manhã do que um pão com manteiga. “Tira a manteiga do pão e usa no omelete!”, defende a nutricionista Dafiny Durê.

Segundo a profissional, a manteiga é uma gordura boa, natural, e, se usada na quantidade correta, não traz malefícios para quem faz dieta. “A farinha branca que é a vilã. Esqueça o pão branco e vamos partir para outras”, brinca.

A nutricionista atende há seis meses em Rondonópolis na Academia Líder de Artes. Formada em Ribeirão Preto pela Unaerp e pós-graduada na faculdade de medicina de Ribeirão Preto, Dafiny termina seu mestrado na área esportiva.

Acostumada a acompanhar atletas de alta performance, ela defende que a gordura dos alimentos não é a maior causadora da obesidade. Para Dafiny e outros nutricionistas, os verdadeiros vilões são o arroz, o pão, as massas e a batata.

A nutricionista Dafiny Durê. Instagram @dafinydure / 66 3422-1555. Foto: Felipe Arcanjo.

Além da alimentação, fatores hormonais e o sedentarismo também podem influenciar na dieta. Pensando nisso, a nutricionista buscou aliar o acompanhamento médico ao exercício físico.

“Eu busquei uma parceria com a doutora Danila Flores, que é nutróloga em São Paulo, e começamos a desenvolver um tratamento que alia o cardápio ao acompanhamento clínico aqui na cidade”, disse.

O tratamento oferecido pela dupla se dedica ao diagnóstico e prevenção da obesidade, levando em conta fatores hormonais, e é indicado para quem quer perder peso com pequenas mudanças na rotina.

Os hormônios
Existem pessoas que mesmo com muito exercício físico e dieta saudável, continuam perdendo apenas alguns gramas na balança. Em muitos casos, este pode ser um problema hormonal.

Níveis alterados de testosterona, estrógeno, leptina, cortisol, hormônio do crescimento ou distúrbios na glândula tireoide são alguns dos principais fatores hormonais que podem atrapalhar a perda de peso, ou mesmo dificultar o ganho de massa muscular.

Nestes casos, fazer dieta sem acompanhamento médico e nutricional é um risco ainda maior para a saúde.

Montreal