Túmulos inacabados viram criadouros de mosquito em Primavera
Fullbanner1

Fullbanner2


Túmulos inacabados viram criadouros de mosquito em Primavera

0
Fonte:
SHARE
Foto: Internet/Reprodução

Cheios d’água, os túmulos inacabados no cemitério Parque Campo da Paz em Primavera do Leste, a 239 km de Cuiabá, se transformaram em criadouros do mosquito Aedes aegypti, nesse período de chuvas. O município registrou 1.256 casos de dengue no ano passado, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES). E, neste ano, conforme a Secretaria Municipal de Saúde, já são 520 casos suspeitos de dengue. O Aedes aegypti transmite, além da dengue, a zika e a chikungunya.

Com um conceito de cemitério-parque, o projeto paisagístico prevê sem túmulos cobertos por gramado, trazendo assim, paz e tranquilidade aos visitantes do local.

Não havia mais espaço para abrigar mais túmulos no Cemitério São João Batista e, mesmo sem estrutura adequada, os moradores começaram a enterrar os parentes naquele local.

As obras tiveram início em outubro de 2015 e até agora foram construídos 286 tumúlos. Cerca de 150 pessoas já foram sepultadas no local, segundo o secretário de Infraestrutura Eraldo Fortes.

“O local já está sendo usado, porém, esperamos concluir a obra até o final deste ano. A chuva nos atrapalhou muito, além de acumular água nos túmulos”, disse.

Ele ainda reclamou da superlotação do Cemitério Municipal São João Batista, construído no final década de 70 e que, atualmente, encontra-se com a capacidade de ocupação esgotada, sendo necessária a construção de um novo.

“A implantação do Parque Campo da Paz seria a solução deste problema. Estamos fazendo o possível para concluir a obra. As obras já foram retomadas e a drenagem da água dos túmulos já foi feita”, disse.

Fonte:  G1 MT

Montreal