Tudo no avesso…
Fullbanner1



Tudo no avesso…

Fonte: Da Redação
SHARE
Foto - JB

A matéria irônica do NMT tratando sobre o menosprezo da Odebrecht e daqueles que estavam no poder em não financiar campanhas no Mato Grosso com dinheiro ilegal, acabou tendo ideia confirmada pelo deputado federal, Paulinho da Força (SD/SP). Acusado de receber cerca de R$ 1 milhão para sua campanha, em 2014, segundo indícios que embasarão inquérito, o parlamentar satirizou jornalistas que foram ouvir sua versão, dizendo que no Congresso os deputados ausentes na lista são tratados como “desprestigiados”. Segundo o líder sindical, “não tem clima de problema não. O pessoal está até brincando: ‘você está na lista?’ ‘você está na lista’?”. Por mais absurdo que pareça, o Brasil, de fato, caminha para criar, oficialmente, uma nova ordem de valores. Por outro lado, no caso de Paulinho, o que é um caixinha II para quem já virou réu por lavagem de dinheiro e formação de quadrilha?