Três homens são presos por roubo a propriedades rurais em Mato Grosso
Supermoveis

Fullbanner2


Três homens são presos por roubo a propriedades rurais em Mato Grosso

Fonte: NOTÍCIAS DE MATO GROSSO com Assessoria
SHARE

Em 24 horas, uma ação integrada da Polícia Militar (PM) e Polícia Judiciária Civil (PJC) prendeu três homens que pertenciam a uma quadrilha de roubos às propriedades rurais nos municípios de Campo Novo do Parecis, Nova Maringá e Brasnorte.

Já estão presos Diego Rodrigues Ferreira, 27 anos, Onair Barbosa da Silva Júnior, 20 anos e Maurílio Moraes Calegaro, 18 anos. Outros dois homens já foram identificados, mas estão foragidos.

Com a quadrilha, a polícia apreendeu duas espingardas calibre 12, duas carabinas calibre 18, um revólver e três espingardas de pressão, além de munições, televisores, celulares, lanternas e demais objetos das vítimas.

O delegado de Campo Novo do Parecis, Adil Pinheiro de Paula, disse que a quadrilha realizou em menos de 45 dias oito roubos às propriedades rurais. Ainda segundo o delegado, os integrantes dos delitos criminosos já respondem por outros roubos.

“O grupo atuava sempre encapuzados e eram muito violentos. Chegavam de cinco a seis homens e rendiam os proprietários. A busca era sempre por armamento”, destacou, afirmando que a investigação segue para apurar o suporte que a quadrilha tinha para adentrar nas fazendas.

“Essa quadrilha tinha informações privilegiadas das propriedades onde iam fazer os roubos”.

A última ação dos bandidos foi registrada no dia 14 de junho, quando duas fazendas foram invadidas na mesma noite.

O comandante regional do 7º Comando Regional, coronel PM Wesney Sodré, disse que ação é importantíssima para resgatar a sensação de segurança no município. 

“O trabalho integrado das forças policiais faz diferença e proporciona o alcance de resultados positivos”.

O coronel ainda frisou a importância da atuação integrada entre as forças de segurança. “De posse de informações compartilhadas entre a Polícia Militar e Polícia Judiciária Civil, os profissionais atuaram para solucionar e apontar os autores destes crimes”, enfatizou.

Participaram da ação para desmantelar a quadrilha policiais militares e civis das cidades de Campo Novo do Parecis e Tangará da Serra.

Montreal