Tratamento diminui inchaço e dores no tornozelo, e Scarpa não preocupa o...
Adventista

Fullbanner1


Tratamento diminui inchaço e dores no tornozelo, e Scarpa não preocupa o Flu

Fonte: GloboEsporte.com
SHARE

O domingo foi de descanso e de fisioterapia a Gustavo
Scarpa. Em São Paulo, onde passou a folga com a família, o meia tratou o
tornozelo direito, atingido por Douglas Lima no empate sem gols contra o
Madureira, sábado, em Los Larios. A ação surtiu efeito tanto que o inchaço e as
dores no local diminuíram. Uma reavaliação, nesta segunda-feira, data da
reapresentação do elenco, ajudará a determinar o aproveitamento do jogador no
confronto com o Sinop, quarta-feira, pela Copa do Brasil.

O caso não preocupa o Fluminense. 

Por ora, não há necessidade de exame. O departamento médico
tricolor trata o caso como pancada. Ainda no intervalo da semifinal da Taça
Guanabara, Scarpa começou a tratar. Fez gelo na região. Deixou Xerém mancando,
verdade, mas não houve a necessidade de imobilizar o pé. O médico Douglas
Santos orientou o que o atleta deveria fazer em casa.

 

Ainda no sábado, Abel Braga disse confiar na recuperação do
seu camisa 10. A reavaliação na segunda norteará o caso. Se por ventura, o inchaço
e as dores voltarem, exame de imagem será realizado. Como o Flu viaja na terça
ao Mato Grosso, esta será a data limite para relacionar ou não o meia ao duelo
da segunda fase da Copa do Brasil.

 

Scarpa foi atingido por Douglas Lima aos 43 minutos do
primeiro tempo. Após ser atendido, retornou ao jogo. Porém, acabou substituído
por Marquinho no intervalo. Mostrou irritação com o lance. Caso não se recupere
a tempo, será preparado para enfrentar o Flamengo, domingo, na final da Taça
Guanabara.