Transformando Mato Grosso (*)
Supermoveis


Macropel

Transformando Mato Grosso (*)

Fonte:
SHARE

Por: João Carlos Vicente

A história, ás vezes se acelera. O período que vem de 1º de janeiro até os últimos dias de julho de 2015 é uma clara ilustração disso. Poucas vezes, com efeito, tantos acontecimentos, tão pesados de sentido e resultados se sucederam dentro de um mesmo lapso de tempo.

O pensamento político do Senhor Pedro Taques, ao assumir o governo voltou-se para transformar Mato Grosso, de novo, numa terra de esperança e promissão, sendo preciso, consequentemente, recomeçar sobre novas bases, visto que o verdadeiro caráter da nossa sociedade é ter o futuro em perspectiva.

O período pós eleições de 2014, com vitória em primeiro turno, até sua posse, serviu para Taques analisar as engrenagens que moviam a máquina administrativa do governo matogrossense e, também, para montar o secretariado, que se entregou de corpo e alma ao objetivo de transformar Mato Grosso.

Espantaram-se, os secretários e secretárias, ao procederem a transição de governo e tomarem conhecimento da realidade dos fatos.Foram deparados com uma situação muito pior que a esperada, com mais de 700 obras paralisadas, rodovias sem manutenção, baixo efetivo policial, repasses de saúde atrasados, restos a pagar e dívidas de todos os tamanhos e prazos. Essa situação, aliada à crise política e financeira nacional, afetava diretamente a auto estima e o bolso da sociedade matogrossense, em todos os quadrantes de nosso estado.

A vontade política e o determinismo do governador Pedro Taques em melhorar o bem estar da gente matogrossense, vem garantindo, através da política de governo o fornecimento de segurança, moradia, saúde, serviços sociais e educação. Nestes setores, considerados o âmago de uma política social, debruçaram-se equipes de homens e mulheres em busca de soluções a curto prazo. Os bons resultados estão acontecendo: queda do número de homicídios no estado em função do reaparelhamento das polícias, investimentos consistentes e bem planejados em área de saúde, educação e infra estrutura de obras viárias do Programa Pró-Estrada.

Nesse sentido, o nosso entendimento da grande transformação ocorrida neste curto período não supõe apenas uma visão estrutural de modernidade, mas produto de uma estratégia política, a partir do propósito de implantar uma forma diferenciada de governo, com foco no bem estar da sociedade, aplicação correta dos recursos públicos que resultará em mudança social em grande escala.
**João Carlos Vicente Ferreira é escritor, historiador e presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso (IHGMT).

Montreal