Thiago Silva cobra conclusão de reforma de escolas estaduais
Adventista

Fullbanner1


Thiago Silva cobra conclusão de reforma de escolas estaduais

Fonte: Assessoria.
SHARE
Foto: Assessoria.

O vereador e deputado eleito Thiago Silva (MDB) esteve na quinta-feira (29), em Cuiabá reunido com o Secretário Estadual Adjunto de Obras da Secretaria de Educação Alan Resende Porto. Na oportunidade, o parlamentar cobrou do gestor a conclusão da reforma das escolas estaduais de Rondonópolis Adolfo Augusto de Moraes, Emanuel Pinheiro e Marechal Dutra.
As obras nas unidades começaram há mais de um ano e estão paralisadas por falta de pagamento do Estado. Há mais de 90 dias que o Governo não paga as medições das empreiteiras.

Thiago ouviu do representante do Estado, que em razão do contingenciamento do orçamento dificilmente o Governo vai efetuar pagamento até o final de dezembro. “É uma situação extremamente preocupante. Alunos estão espremidos nas unidades. Deparamos com salas superlotadas e sem espaço até para fazer a merenda na unidade”, frisa.

O deputado eleito ainda recebeu informações detalhadas das obras nas três escolas. “A empreiteira que está reformando a Escola Emanuel Pinheiro, ainda precisa receber R$ 280 mil do Governo. O pagamento deveria ter acontecido há mais de 90 dias. Os contratos com a empreiteira da Escola Adolfo foram rescindidos, em razão da Operação Rêmora e para conclusão falta ainda 396 mil do Governo do Estado. A empreiteira também alega falta de pagamento. Na escola Marechal Dutra também está tudo parado por falta de pagamento e sem qualquer sinalização para a conclusão pelo menos da etapa inciada. É um caos total, são milhares de alunos, estudando em lugares impróprios para aprendizagem”, comenta.

O medebista também cobrou a retomada das obras da Escola no bairro Maria Tereza, que estão paralisadas há mais de dois anos. “O secretário informou que faltam quase R$ 4 milhões para a conclusão dessa obra. O processo licitatório foi concluído, porém de acordo com o Alan, a obra só será retomada no governo Mauro Mendes. Isso é falta total de respeito com alunos, servidores e pais”, lamenta.

Visita

Thiago Silva visitou as unidades que estão paralisadas na sexta-feira (30). Na escola Marechal Dutra ouviu a diretora da escola Antônia Moreira de Lima Godoy, que quase mil alunos estão amontoados, num espaço reduzido e improvisado. “A situação é crítica. Eles lancham ao relento e em pé. As salas de aula estão muito quentes, fecharam as janelas, não tem condicionador de ar, a sensação térmica é de quase cinquenta graus”, afirma.
O legislador fez um compromisso com os educadores, afirmou que vai continuar cobrando a retomada das obras.” E caso não aconteça a retomada vou acionar o Ministério Público Estadual. Calendário letivo de 2019 não pode ser prejudicado, com a falta de gestão do atual governo”, finaliza.

Silva ainda informou que vai procurar a equipe de transição e o governador eleito Mauro Mendes para que assim que assumir o Estado, essas empreiteiras sejam pagas o mais rápido possível.