TCE de olho em contrato da gestão Taques com empresa de Dória
Fullbanner1



TCE de olho em contrato da gestão Taques com empresa de Dória

Fonte: Da Redação NMT
SHARE
Foto - Arquivo Pauta.E.

Contratos estabelecidos entre o Governo do Estado de Mato Grosso com a empresa Dória Eventos Internacionais, que pertence ao ex-prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB), que deixou o Executivo Municipal nos últimos dias para tentar a chefia do Executivo Estadual, nas eleições de outubro próximo, são alvos de uma auditoria do Tribunal de Contas do Estado – TCE.

O dinheiro saiu da gestão Pedro Taques (PSDB) para a empresa do milionário em momentos específicos como em 2016, coincidentemente quando Dória disputava as prévias para a eleição que viria ganhar em breve pelo mesmo partido do governador mato-grossense. Na ocasião, Taques comprou uma cota de participação em um evento renomado em Nova Iorque (EUA),onde estavam nomes de destaque do mercado financeiro do país mais rico do mundo.

Em trechos já conhecidos do levantamento, foi concluído que algumas transações foram feitas em dólar. Na época das eleições, mais precisamente um dia antes da votação do primeiro turno que deu a vitória a Dória, Fernando Haddad (PT), que foi um dos derrotados, entrou com um pedido de impugnação da candidatura do adversário tucano alegando abuso de poder político e econômico da parte do PSDBista.

Segundo apontou o PT à época, em assunto agora retomado pelo TCE no que cabe ao MT, além de Pedro Taques, os governadores Geraldo Alckmin, Beto Richa e Marconi Perillo, de São Paulo, Paraná e Goiás, respectivamente, todos companheiros de partido de Dória, contabilizaram mais de R$ 10 milhões pagos a empresa do último pelos quatro governos nos anos anteriores a candidatura do empresário a Prefeitura de São Paulo