TCE condena engenheiro por autorizar pagamento de obra inconclusa à empreiteira
Fullbanner1

show


TCE condena engenheiro por autorizar pagamento de obra inconclusa à empreiteira

Fonte: Da Redação
SHARE
Foto - Reprodução

O Tribunal de Contas do Estado – TCE, agora sem os cinco conselheiros afastados pelo Supremo Tribunal Federal – STF, acusados de participarem de esquemas de corrupção no estado para salvar a pela de corruptos, deu um bom passo, nos últimos dias, para resgatar parte da sua credibilidade arranhada. O pleno da Corte de Contas decidiu por condenar o engenheiro fiscal do estado, Vitor Alves Martins, por ele ter autorizado o pagamento da empreiteira Trimec, mesmo sem esta ter finalizado a obra que tinha contratado junto ao Governo do Estado, mais precisamente na MT-100. O tal pagamento foi realizado em 2013, ainda na gestão de Silval Barbosa, que ironicamente teve todas suas contas aprovadas pelo mesmo TCE, na época composto do “time” que saiu. A condenação envolve o ressarcimento de R$ 1,6 milhão e se estende também ao ex-superintendente da Sinfra, Tércio Lacerda de Almeida. A defesa chegou a argumentar o sobrecarregamento técnico do engenheiro envolvido, já que na mesma época acompanha outras sete obras.

 

Uma decisão elogiável e que precisa se tornar cada dia mais constante nos tribunais nacionais, até porque os danos aos cofres públicos no Brasil não são exclusividade de figuras eleitas pelo voto popular, mas de muito mais gente inserida no contexto. #QueVireModa