TCE aponta promoção pessoal e uso indevido de verba por Fávaro
Fullbanner1



TCE aponta promoção pessoal e uso indevido de verba por Fávaro

Fonte: Da Redação NMT
SHARE
Foto - Ednilson Aguiar/ O Livre

O ex-vice-governador de Mato Grosso, Carlos Fávaro (PSD), que acumulava o cargo também de secretário de Meio Ambiente de Mato Grosso, em 2016, pode vir a responder um processo por uso indevido de um fundo de apoio a madeira – Famad para realizar uma festa de confraternização entre os servidores da pasta. O conselheiro interino do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT), Luiz Carlos Pereira, foi quem determinou uma investigação nas contas públicas. Ele também entende o ato de Fávaro, que já naquela época visava estruturar a busca por um cargo público em posição de protagonismo, em 2018, como tendo objetivo de ter ganhos pessoais. “Trata-se de representação de natureza interna proposta pela secretaria de controle externo em desfavor de Carlos Henrique Baqueta Favaro referente aos atos de promoção pessoal do gestor em evento de confraternização dos servidores da Sema e de seus familiares realizado em 16 de dezembro de 2016, no Sindicato dos Trabalhadores do Tribunal de Contas”, aponta Pereira, na publicação.