Taques quer juíza, mas PSL/MT aguarda nacional
Supermoveis



Taques quer juíza, mas PSL/MT aguarda nacional

Fonte: Da Redação NMT
SHARE
Foto - Montagem NMT/MidiaNews

Se dependesse só de Pedro Taques (PSDB) e da ex-juíza, Selma Arruda (PSL), a vaga para concorrer ao Senado Federal para a segunda dentro da chapa majoritária onde o primeiro tentará a reeleição ao Governo do Estado já estaria garantida. Mas, antes disso, vem um porém. O PSL, partido de Arruda e que no estado é comandado pelo deputado federal, Victório Galli (PSL), tem o Mato Grosso como uma das moedas de troca que está oferecendo ao PR nacional. Apesar da união entre os dois partido estar cada dia menos provável, com o distanciamento do senador Magno Malta (PR) de aceitar ser vice de Bolsonaro, ainda resta uma possibilidade. Caso Malta mude de ideia, o PSL seria jogado no colo e no grupo de Wellington Fagundes (PR), que ainda é pré-candidato ao Governo de Mato Grosso contra Taques. Nos bastidores, porém, a saída de Fagundes do páreo é tida como bastante provável e não seria a vinda do PSL que o faria manter.