Taques destaca importância do FCO para economia de Mato Grosso
Fullbanner1



Taques destaca importância do FCO para economia de Mato Grosso

Fonte: NOTÍCIAS DE MATO GROSSO com Assessoria
SHARE

O Banco do Brasil iniciou nesta segunda-feira (27.03) a Caravana Banco do Brasil FCO, que vai levar a diversos municípios de Mato Grosso as vantagens da linha de financiamento do Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO). O governador Pedro Taques participou do primeiro encontro e destacou a importância do fundo para a economia de Mato Grosso. O chefe do Poder Executivo destacou que o governo será parceiro do Banco do Brasil na busca de empreendimentos que podem ser financiados pelo fundo.

Taques avalia que os R$ 2,948 bilhões disponibilizados para as operações de crédito em Mato Grosso devem ter um grande impacto na economia estadual e ajudarão na recuperação da crise, fomentando a criação de novos empregos e a manutenção dos postos de trabalho existente nos diversos setores da economia. “Precisamos combater a crise com desenvolvimento. Só vamos conseguir o desenvolvimento com recursos, daí a importância do FCO”, disse.

Segundo Taques, o governo está presente na Caravana por entender que o Estado não tem que ser um agente atrapalhador do desenvolvimento, mas sim um fomentador e afastar a burocracia. “A Secretaria de Estado de Desenvolvimento (Sedec) estará com o Banco do Brasil e também o Desenvolve MT, antigo MT Fomento, com linhas de crédito, para que possamos trazer a paz, como sinônimo de desenvolvimento. Precisamos de rapidez, o empresário e o produtor rural sabem fazer, mas eles precisam de recursos rápidos para investir e gerar empregos”, destacou.

O vice-presidente de governo do Banco do Brasil, José Eduardo Pereira Filho, disse que o Banco do Brasil busca dar mais visibilidade ao FCO. Para ele, é possível bater o recorde de empréstimos concedidos em Mato Grosso neste ano. “Espero que a Caravana impulsione a apresentação de bons projetos com uso dos R$ 10 bilhões previstos para o Centro-Oeste neste ano. Os créditos estão disponíveis e há um time do Banco do Brasil preparado para este trabalho”.

Para o vice-presidente, o FCO tem o papel de indutor do crescimento. Ele lembra que ainda neste o ano o país deve registrar aumento do Produto Interno Bruto. “O Banco do Brasil é parceiro de Mato Grosso e juntos seremos muito mais fortes”, declarou.

Já o superintendente regional do Banco do Brasil em Mato Grosso, Sotero Sierra Neto, afirmou que os recursos foram divididos em duas frentes, sendo metade voltada ao FCO Rural e a outra parte aos investimentos empresariais. Destacou que o banco pretende emprestar os quase R$ 3 bilhões até setembro deste ano. Com isso, deve circular recursos que estiverem “parados” em outros estados. Para isso, conta que a equipe do banco está preparada para fazer rápida análise dos projetos e aprovar rapidamente a concessão dos empréstimos.