Taques critica a falta de liberdade na Venezuela
Supermoveis


Macropel

Taques critica a falta de liberdade na Venezuela

Fonte:
SHARE
Governador Pedro Taques- PDT

Chico Oliveira

O senador José Medeiros (PPS) ganhou um importante aliado na defesa da democracia na América Latina. Indignado com o problema ocorrido com a comitiva de senadores brasileiros na Venezuela, o governador Pedro Taques (PDT) criticou a influência negativa do Chavismo na economia e nas relações institucionais com o governo da presidente Dilma Rousseff. “Além da relação nociva com o governo brasileiro, a Venezuela não respeita as liberdades democráticas, de imprensa e os direitos civis”, disse o governador durante a abertura do 10º Circuito da Aprosoja.

Além do governo ditatorial de Nicolás Maduro, Taques também teceu críticas a relação do Governo Federal com Cuba. Ele brincou dizendo que “ninguém foge para a terra de Fidel Castro”.

No último dia 24 de junho, o senador José Medeiros apresentou um projeto que revoga a aprovação do Congresso Nacional à adesão da Venezuela ao Mercosul. O texto afirma que a Venezuela teria violado a cláusula democrática do bloco.

A medida ganhou apoio dos senadores e também de lideranças políticas e empresariais de todo o país. Se for aprovada, a medida não representa um rompimento comercial com o país administrado por Nicolás Maduro como alguns acreditam. Fora do Mercosul a Venezuela vai perder as vantagens comerciais que possuem junto ao Brasil e dos demais países do bloco em função do descumprimento com as liberdades democráticas. Ou seja, a Venezuela terá que negociar com os países do Mercosul como qualquer outra Nação que não pertence ao bloco.

 

O presidente da Câmara Federal, deputado Eduardo Cunha (PMDB), que também participou da abertura do 10º Circuito da Aprosoja, na última sexta-feira (10), lembrou que em 2012 o Paraguai estava suspenso do bloco como punição pela destituição do ex-presidente Fernando Lugo.

Montreal