Sob efeito de Medeiros e Cidinho, suplência vira “Eldorado”
Fullbanner1



Sob efeito de Medeiros e Cidinho, suplência vira “Eldorado”

Fonte: Da Redação NMT
SHARE
Foto - Assessoria Senado

A suplência do senado virou uma espécie de “Eldorado” para uma parte da classe política da região Sudeste do estado. O motivo é que muitos representantes já viram que podem chegar a ocupar uma cadeira na chamada Câmara Alta via suplência, a exemplo do que vem ocorrendo nos últimos anos, quando José Medeiros (PODE) e Cidinho Santos (PR) chegaram ao Senado em razão do fato dos titulares Blairo Maggi (PR) e Pedro Taques (PSDB) terem assumido outros cargos para abrirem espaço para os suplentes.

Outro exemplo de suplente que chegou ao senado é o empresário Gilberto Goellner, que assumiu a vaga de Jonas Pinheiro, que faleceu durante o mandato. Nessa esteira, um grupo briga nos bastidores de forma silenciosa pelas suplências de Jayme Campos (DEM), Nilson Leitão (PSDB) e Carlos Fávaro (PSD), em razão destes já terem preferência em apresentar suplentes da região Sudeste de Mato Grosso.  Os pré-candidatos têm mantido conversações para definições nesta reta final.

Leitão, por exemplo, tem algumas alternativas em seu grupo que não estão descartadas como oferecer a vaga para lideranças locais do PSDB ou do PSB, partidos que estão na sua base de apoio. O nome de Rogério Salles e de Marildes Ferreira estão entre os cotados. Jayme Campos é outro candidato que não descarta compor com lideranças de Rondonópolis, um dos nomes que estão no seu projeto é de Ana Carla Muniz (PPS), esposa do ex-prefeito Percival Muniz (PPS).

Por outro lado, o MDB também articula uma suplência para Jayme e coloca na lista o nome do vereador Adonias Fernandes, que conta com o apoio do empresário Wendell Rodrigues, que mantém vínculos com Campos. Fávaro é outro trabalha com a possibilidade de conceder uma das suplências também para o MDB. O primeiro nome que veio a tona foi o do médico e ex-vereador Manoel da Silva Neto, mas como o mesmo ocupava um cargo público e não se descompatibilizou dentro dos prazos está impedido de disputar. Outro nome do partido é do empresário Ronaldo da Rondonetto, que ainda está sendo avaliado pelo grupo do candidato.