Sete suspeitos de explodir caixas eletrônicos são mortos em confronto em Campinas,...
Fullbanner1



Sete suspeitos de explodir caixas eletrônicos são mortos em confronto em Campinas, diz PM

Fonte: G1
SHARE
Armas, coletes e munições apreendidas pela Polícia Militar (Foto: Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (Baep)/Divulgação)

Sete suspeitos de integrar uma quadrilha de explosão a caixas eletrônicos foram mortos pela Polícia Militar em Campinas, no interior de São Paulo, na noite desta quarta-feira (28). Segundo a corporação, o grupo estava a caminho de uma ação criminosa em Joanópolis (SP), quando foi surpreendido e trocou tiros com policiais em uma estrada rural no Distrito de Joaquim Egídio, que fica às margens da Rodovia Dom Pedro I (SP-065).

De acordo com a Polícia Militar, dois criminosos fugiram, mas os policiais disseram à EPTV, afiliada da TV Globo, que ambos podem estar feridos porque encontraram marcas de sangue na estrada de terra onde teria ocorrido a troca de tiros.

Uma força-tarefa composta por policiais civis, militares, corregedoria, peritos e a equipe antibomba do Gate manteve o local do confronto isolado nesta madrugada de quinta-feira (1º).

Dois carros que estavam com os suspeitos, bananas de dinamite, fuzis, ao menos uma metralhadora e munições foram apreendidos e levados para o 4º Distrito Policial, no bairro Taquaral. No total, são 11 armas.

Suspeitos identificados

De acordo com a Polícia Militar, cinco dos suspeitos foram identificados. O primeiro seria Bruno Alves de Souza, que tem passagem de ameaça de morte em 2007. Outro identificado é Marcos Paulo Correia de Melo, com registro de tráfico de drogas.

Davirlan Tenório dos Santos, segundo a PM, era suspeito de ameaça. O Ronaldo Antunes, que já tinha passagem por porte de armas e outros crimes, é o quarto homem identificado. Também teve o nome divulgado Itamar Gomes de Lima, investigado em tentativa de homicídio.

Denúncia

Segundo o tenente coronel da PM Marci Elber a polícia recebeu uma denúncia anônima de que o grupo sairia do distrito para explodir caixas eletrônicos em Joanópolis na noite de quarta-feira. Um cerco foi montado no local indicado e, segundo o oficial, quando passou pelo trecho, o grupo desobedeceu a ordem de parada dos policiais, o que deu início à troca de tiros. Nenhum policial se feriu.