Sema avalia impacto ambiental de linha de transmissão que cortará MT de...
Fullbanner1



Sema avalia impacto ambiental de linha de transmissão que cortará MT de Norte a Sul

Fonte: NOTÍCIAS DE MATO GROSSO com Assessoria
SHARE

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) está analisando o impacto ambiental de uma linha de transmissão de energia elétrica que cortará Mato Grosso de Norte a Sul. O empreendimento possui cerca de mil quilômetros de extensão, com previsão de pelo menos duas mil torres, com altura entre 50 e 70 metros, que atravessarão 19 municípios.

Conforme o coordenador de Licenciamento com Estudos de Impactos Ambientais da Sema, Valmi Lima, a linha de transmissão está na fase de Licença Prévia (LP) no órgão. Para iniciar as atividades, é necessário obter, além da LP, a Licença de Instalação (LI) e Licença de Operação (LO). “Já foram realizadas três audiências públicas na região para esclarecimento de dúvidas pelo empreendedor junto à comunidade, e consultoria técnica sobre as características do projeto”.

As audiências públicas ocorreram entre os dias 18 e 20 deste mês, nos municípios de Ribeirãozinho, Paranatinga e Paranaíta. Mais de 600 pessoas participaram das reuniões, a fim de conhecer os conteúdos do Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e do Relatório de Impacto Ambiental (Rima). “As pessoas conheceram o empreendimento, os impactos ambientais, as medidas mitigadoras e tiraram dúvidas”, explica Lima.

A empresa

O empreendimento Paranaíta Ribeirãozinho Transmissora de Energia S.A. é sócio da empresa Matrinchã Transmissora de Energia S.A e terá um valor de investimento de cerca de R$ 1, 7 bilhão. A previsão de instalação é junho de 2017, após a conclusão da fase de licenciamento ambiental. O novo negócio deve gerar cerca de 2.200 empregos no período da instalação da obra.