Sem proibição, volta a crescer número de queimadas no estado
Fullbanner1


Adventista

Sem proibição, volta a crescer número de queimadas no estado

Fonte: EBC
SHARE
Mato Grosso é lider no ranking nacional de queimadas, segundo o Inpe (Foto: Lucas Ninno/Gcom-MT)

O período proibitivo para o uso do fogo em áreas rurais de Mato Grosso terminou no último dia 15 e o balanço apresentado nessa terça-feira (18), pelo governo do estado, mostra aumento dos focos de calor no mês de outubro em 81%, comparando com o mesmo período de 2016.

O primeiro mês de proibição apresentou diminuição de 43% de focos de calor, em comparação ao mesmo período. Entre agosto e setembro, a redução foi de 20%.

Segundo informações do Batalhão de Emergências Ambientais do estado, 851 ocorrências de incêndios florestais foram atendidas em Mato Grosso, entre 15 de julho e 15 de outubro. As multas ultrapassaram os R$ 15 milhões.

Os municípios com mais ocorrências de queimadas no período foram Colniza, Paranatinga, Barão do Melgaço, Santa Terezinha e Nova Bandeirantes.

Mato Grosso continua na 5° posição entre os estados da Amazônia Legal que apresentaram aumento nos focos de calor, em números proporcionais, de 15 de julho a 15 de outubro.

Em primeiro lugar está o Pará, com 43 mil focos, quantia 250% maior que o mesmo período do ano passado, quando registrou 12 mil.

Em relação a média dos últimos 10 anos, Mato Grosso teve aumento de 66% dos números de focos de calor.

Montreal