Sem atingir meta, vacinação contra gripe é prorrogada mais uma vez em...
Fullbanner1

Fullbanner2


Sem atingir meta, vacinação contra gripe é prorrogada mais uma vez em Mato Grosso

Fonte:
SHARE

Assessoria/SES-MT

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) vai estender, pela última vez, a campanha de vacinação contra gripe em Mato Grosso. Até o momento, foram imunizados apenas 71,31% da população de risco, o que corresponde a 437.946 pessoas. Aqueles que ainda não procuraram os postos de saúde em busca da vacina terão até o dia 26 de junho para se imunizar.

Entre grupos prioritários foram vacinados, até esta segunda-feira, 155.670 crianças de seis a menores de cinco anos (68,21%); 24.866 gestantes (62,55%); 41.639 trabalhadores em saúde (75,01%); 5.890 puérperas (90,20%); 195.786 pessoas acima de 60 anos (79,99%); 14.095 indígenas (35,83%). População privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e portadores de doenças crônicas também integram o grupo alvo da campanha.

“Nós tivemos certa dificuldade em relação ao repasse das vacinas nos 10 primeiros dias da campanha, devido ao atraso do Ministério da Saúde, mas hoje todos os municípios estão abastecidos”, explica Flávia Guimarães, coordenadora de Vigilância Epidemiológica.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) tem orientado os municípios a intensificaram as ações estratégias para que se possa alcançar a meta do Ministério da Saúde. Para Mato Grosso, foram disponibilizadas 686.400 mil doses da vacina. A meta é vacinar, pelo menos, 80% dos grupos elegíveis.

A coordenadora lembra ainda que a vacina ficará disponível apenas nesse período. “A vacina precisa de um determinado tempo para estimular o sistema imunológico e proteger a pessoa, por isso a imunização deve ser feita antes do inverno. Após esse período de campanha a vacina não fica disponível na rede”.

Para receber a vacina é importante levar aos postos de saúde o cartão de vacinação e um documento de identificação, além disso, as pessoas com doenças crônicas devem apresentar também prescrição médica no ato da vacinação. Apenas pessoas que tenham alergia severa a ovo, que tenham doença neurológica ativa e que já tiveram alguma reação alérgica anteriormente ao tomar a vacina, não poderão ser imunizadas.

Montreal