Selma entra em rota de colisão com Galli
Adventista

Fullbanner1


Selma entra em rota de colisão com Galli

Fonte:
SHARE
Foto - Ednilson Aguiar/O Livre

A candidata ao senado pelo PSL, a ex-juiza Selma Arruda e o presidente estadual da sigla, Vitório Galli, estão em rota de colisão.  O motivo é o desacordo público entre os dois; em razão de uma assinatura de Galli demonstrando que estaria em acordo com o tempo de televisão oferecido à Selma na coligação do candidato a reeleição Pedro Taques (PSDB).

Selma teria informado à Justiça Eleitoral que Galli teria sido pressionado para assinar a ata que determinou o tempo de tevê.

Galli disse que não houve qualquer tipo de pressão por parte da coligação e ainda que nem ameaça, naquele momento de exclusão do PSL do grupo de Taques.  “O encaminhamento para deliberação de expulsão do PSL da majoritária se daria caso a postura da candidata não tomasse outro rumo, que não os constantes ataques infundados, exatamente como consignado na referida ata de reunião”, pontuou Galli ao citar a ata da reunião envolvendo os dirigentes dos partidos integrantes da coligação, ocorrida no dia 6 de setembro.

No entanto, Selma decidiu abrir mão de participar da disputa coligada com o grupo de Taques.