Selfie da miss Iraque com miss Israel gera revolta em Bagdá e...
Supermoveis



Selfie da miss Iraque com miss Israel gera revolta em Bagdá e família foge com medo para os EUA

Fonte: Thiago Mattar com Daily Mail
SHARE
Adar Gandelsman (miss Israel) e Sarah Idan (miss Iraque) representando seus países no Miss Universo, em Las Vegas (EUA). Foto: Daily Mail.

O que era para ser uma promoção da paz entre as nações acabou se transformando em uma crise diplomática depois que a Miss Iraque postou uma selfie com a Miss Israel no mês passado. A fúria despertada a partir das redes sociais, em Bagdá, capital do Iraque, foi tão grande que obrigou a família da beldade iraquiana a se retirar do país com medo.

A imagem postada mostra Sarah Idan, do Iraque, e Adar Gandelsman, de Israel, representando seus países no concurso Miss Universo em Las Vegas, nos EUA. A selfie apareceu na página do Instagram de Idan com referências à promoção de “paz e amor” – mas logo provocou uma reação negativa nas redes sociais daquele país.

A miss Iraque disse que “as pessoas fizeram ameaças contra ela e sua família de que, se ela não voltasse para casa e derrubasse as fotos, eles iriam remover seu título (Miss Iraque) e a matariam”.

“Por medo, eles deixaram o Iraque pelo menos até a situação se acalmar”, acrescentou Sarah, de acordo com o Times de Israel.

Idan, que agora mora nos EUA, decidiu publicar a imagem para mostrar que “é possível viver juntos”, disse a miss Israel.

Foto postada pela miss Iraque causou revolta no país. Foto: Daily Mail.

Mais de 3.600 likes curtiram sua foto, mas também desencadeou uma avalanche de comentários, alguns positivos e outros negativos em um país que não reconhece Israel, com o qual ainda está tecnicamente em guerra.

Idan, de 27 anos, disse que Gandelsman “espera que um dia haverá paz entre as duas religiões (judaísmo e islamismo) e que seus filhos não terão que fazer o serviço militar”.

“Ela pediu uma foto e eu concordei, dizendo que eu também esperava paz e queria ajudar a transmitir a mensagem”, acrescentou Idan, que disse ter servido nos exércitos dos EUA e do Iraque.”Esta imagem não significa que eu apoie o governo de Israel ou suas políticas em relação aos países árabes. Peço desculpas a todos os que viram isso como um insulto à causa palestina – este não era seu propósito”, justificou.

Um seguidor chamado Isra al-Jabri comentou: “Sua paz com Israel, que queimou o mundo árabe por seus próprios interesses, não nos honra …”. “Eu respeito os judeus pacifistas que se opõem ao estado de Israel, mas não queremos que sua paz seja construída sobre as ruínas do nosso país”, acrescentou Jabri.

No entanto, outro comentário, de Samah al-Meshhadani, acreditava que a Miss Iraque havia “feito bom uso dessa história”. “Talvez ela tenha sucesso em melhorar nossas relações com Israel, então nos tornamos amigos, quem sabe?”

Idan, muçulmana, nasceu e cresceu em Bagdá. Após a invasão liderada pelos EUA em 2003, ela trabalhou com os militares americanos a partir de 2008. Ela mais tarde se mudou para os Estados Unidos e obteve um diploma em Los Angeles.

Gandelsman, 19, também postou uma foto com Idan em sua própria conta no Instagram. “Esta é a Miss Iraque e ela é incrível”, escreveu o israelense.

Em 2014, outra competidora da Miss Universo de Israel provocou revolta ao posar com a sua concorrente do Líbano, outro país árabe com o qual o estado judeu ainda está tecnicamente em guerra.