Sejamos inteligentes – Dr. Francisco Mello
Supermoveis



Sejamos inteligentes – Dr. Francisco Mello

Fonte:
SHARE

A elegância é o ponto chave do homem privilegiado intelectualmente. Sua mente apesar de crítica é receptiva às proposituras dos interlocutores de modo a sempre analisar o que lhe é apresentado submetendo, contudo ao seu juízo de admissibilidade.

Tenho lido muito sobre o ser humano e descobri que a pessoa inteligente recusa-se a silenciar, opina sobre tudo, mas quando se convence de que deve mudar o faz sem desconforto.

O engajamento do gênio com a sociedade é enorme. Sua contribuição é valiosa para influenciar positivamente a opinião pública. Ele é super bem informado e assim, mesmo que não apareça com frequência em manifestações políticas ou na vanguarda dos movimentos sociais, seus pareceres, artigos, ou discursos sobre economia, política, violência, direitos humanos; combate ao racismo, a corrupção, a injustiça e a discriminação o torna diferenciado mesmo que, como Drummond, seja um pouco recluso.

Não perde tempo. Sabe que a concentração no foco é tudo e se lança na consecução do objetivo: saber mais e melhor.

O indivíduo inteligente é holístico. Sua cognição está acima das obras que consulta ou das pesquisas que realiza. Da um plus no que aprende na academia por meio da otimização da prática.

Tem-se que o homem inteligente transita bem em várias áreas do conhecimento. Qual a vantagem em conversar apenas sobre assuntos acadêmicos ou técnicos e com pessoas da mesma área? O nerd está sempre ávido por saber mais e valoriza todas as formas possíveis de saberes e/ou aprendizado.

Educadamente, mas, com veemência, questiona as verdades arguidas pelos outros sem se importar em ser minoria até porque, o censo comum ou efeito manada não lhe interessa muito.

O fantasma do autopoliciamento aparece com frequência; algo forte lhe impulsiona a corrigir os erros e buscar a perfeição.

A inovação é uma característica da pessoa inteligente. Sua inconformação com coisas estanques é permanente, bem por isso, a descoberta do novo é lugar comum no cotidiano dos superdotados.

Não raro, alguém inteligente se faz de simplório para da corda ao vaidoso que se arvora dono do saber enquanto vomita bobagens.

O bom senso te guardará e a inteligência te conservará. Provérbios 2:11.

Dr. Francisco Mello dos Santos. Advogado Criminalista. OAB-MT 9550 e professor de Carreira. Especialista em Direito Penal e Processual Penal. drfranciscomello@terra.com.br (669)996892292.