Seis operações resultaram em 23 prisões por homicídio e redução de 10%...
Fullbanner1



Seis operações resultaram em 23 prisões por homicídio e redução de 10% dos roubos

Fonte: NOTÍCIAS DE MATO GROSSO com Assessoria
SHARE

A ação qualificada das forças de segurança da Polícia Militar (PM) e Polícia Judiciária Civil (PJC) resultou na prisão de 23 pessoas por envolvimento em homicídios registrados em Rondonópolis. Entre 1º de janeiro e 28 de março foram notificados 18 assassinatos no município, sendo que 15 já foram resolvidos e os autores presos. Ao todo, foram sete prisões em flagrante e 16 por mandados.

Foram seis operações deflagradas pelo Segurança Pública em Rondonópolis neste ano. O secretário de Estado de Segurança Pública, Rogers Jarbas, ressaltou que os dados criminais dos 141 municípios são acompanhados pela Secretaria de Segurança Pública (Sesp) e as ações são realizadas mediante estes dados. Além da integração entre as forças, lideranças comunitárias estão inseridas no combate à criminalidade.

“Em um encontro entre representantes da segurança pública, do Conselho Comunitário de Segurança Pública (Conseg), líderes comunitários e vereadores, optamos por aplicar atividades de reforço ao sistema de segurança pública local, enviando tropas especializadas da Polícia Militar e Polícia Judiciária Civil para reforçar a segurança pública em Rondonópolis”, disse.

Ainda segundo o secretário, esta ação integrada foi realizada porque mesmo com a queda dos índices criminais, havia uma parcela da população com a sensação de insegurança.

O resultado dos trabalhos desenvolvidos pela PM e PJC no município é a soma do trabalho das forças de segurança e das operações deflagradas para combater à criminalidade. Somente em 2017, foram realizadas operações Rondopaz, Carnaval, Mato Grosso Seguro e Brasil Integrado.

Homicídios e roubos

As ações repressivas e preventivas, deflagradas pela Polícia Militar (PM) e Polícia Judiciária Civil (PJC) em Rondonópolis, resultou em queda de 22% em homicídios e 10% de roubo, no período de janeiro a 28 de março de 2017. O comparativo é em relação ao primeiro trimestre do ano passado (janeiro a 31 de março).

No primeiro trimestre do ano passado foram registrados 23 homicídios. Já em 2017 foram 18 casos. Os dados são da Coordenadoria de Estatística e Análises Criminais (CEAC) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp).

Ainda sobre o município, somente nos dois primeiros meses de 2017, em ação integrada entre as forças policiais, foram cumpridas 473 prisões, sendo 416 em flagrantes e 57 por mandados por diversos crimes.

O delegado regional Claudinei Souza Lopes, destacou que as ações integradas com a comunidade, instituições do governo e do município tem produzido bons resultados. “Realizamos nos bairros várias atividades ostensivas e repressiva. Nossas ações são para diminuir o tráfico de drogas, roubo, furto e homicídios”.

Já o comandante regional de Rondonópolis, tenente-coronel PM Wilker Soares Sodré, destacou a importância da união com outras entidades do governo para obtenção de bons resultados no município. “Realizamos ações de repressão ao homicídio, roubo, furto e tráfico de drogas e todo o resultado alcançado é a soma de esforços de várias instituições do governo. Este trabalho conjunto é muito importante”, destacou.

Ainda segundo o comandante, o Comando Regional também dispõe de ações preventivas, dentre elas, Operação Escola Segura, Transporte Seguro, Saque Seguro, policiamento preventivo em hotéis e postos de combustível, patrulha rural, patrulhamento motociclístico, visita comunitária e solidária, Programa Educacional de resistência às Drogas (Proerd), patrulha disciplinar integrada e Rede Cidadã.

De acordo com o comandante regional da PM em Rondonópolis, os dados de roubos e homicídios só não são menores ainda devido a reincidência criminal. “De janeiro de 2015 a fevereiro de 2017, a Polícia Militar conduziu para a delegacia 272 reincidentes, com destaque para 20 conduzidos no crime de roubo e 25 relacionado à entorpecentes”, lamentou.

Mais ações

A Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), de Rondonópolis, prendeu de janeiro a 28 de março, 55 pessoas em flagrantes. Deste total, 40 estavam envolvidos em crimes de roubos, furtos e receptações. Outras sete pessoas foram presas por tráfico de drogas e oito pessoas por crimes diversos e porte ilegal de arma, munições e uso de documentos falsos.

A Delegacia Especializada da Criança e do Adolescente (Deca), realizou de janeiro a 28 de março, 21 encaminhamentos de menores para a promotoria criminal.

No mesmo período, a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM), efetuou o cumprimento de seis mandados de prisão, solicitou 66 pedidos de medidas protetivas e confeccionou 73 Autos de Prisão em flagrante por violência doméstica.

Diante dos resultados obtidos, o comandante regional de Rondonópolis, tenente coronel PM Wilker Soares Sodré, destacou que a construção da segurança pública no município é resultado da união de esforços de toda a comunidade e associações comunitárias.