Seis novos casos de microcefalia são registrados no MT em 2016; metade...
Fullbanner1

Fullbanner2


Seis novos casos de microcefalia são registrados no MT em 2016; metade em Rondonópolis

Maior cidade da região sul ainda segue sendo a principal dor de cabeça das autoridades de saúde do estado, em relação a doença

Fonte:
SHARE

Seis novos casos suspeitos de microcefalia foram registrados em Mato Grosso entre os dias 30 de dezembro e 8 de janeiro de 2016, sendo um em Cuiabá, dois em Salto do Céu e três em Rondonópolis. No total, o estado tem 129 casos suspeitos notificados em 14 municípios. Os dados são da Secretaria de Saúde estadual.

Bebês que nascem com microcefalia têm o cérebro menor que o esperado e, em 90% dos casos, têm o desenvolvimento comprometido. Conforme os números, as cidades mato-grossenses com maior quantidade de casos suspeitos de microcefalia são Rondonópolis, com 69 (sendo 4 gestantes), e Cáceres, com 42.

Cuiabá, Salto do Céu, Alto Garças, Itiquira, Pedra Preta e São José do Povo têm dois registros cada. Em Alto Araguaia, Jaciara, Jauru, Pontes e Lacerda, Tesouro e Peixoto de Azevedo foram notificados um caso em cada cidade.

Zika em MT

Entre 4 de janeiro de 2015 e 2 de janeiro deste ano, 1.815 amostras biológicas já haviam sido encaminhadas ao Laboratório Central do Mato Grosso (Lacen) para diagnóstico. Deste total, 14 deram positivo: dois de Rondonópolis, um de Tesouro, cinco de Cuiabá, cinco de Várzea Grande, na região metropolitana, e um de Vera.

Orientação

O Ministério da Saúde orienta as gestantes a manterem o acompanhamento e as consultas de pré-natal, com a realização de todos os exames recomendados pelos médicos. As grávidas também devem evitar o consumo de bebidas alcoólicas ou qualquer outro tipo de droga, remédio sem prescrição médica e contato com pessoas com febre ou infecções.

As gestantes, assim como o restante da população, devem adotar medidas para combater o mosquito transmissor da dengue, chukungunya e zika vírus, como diminuir os criadouros doAedes aegypti. As grávidas devem ainda usar calça e camisa de manga comprida, e repelentes permitidos para gestantes.

Fonte: Globo

Montreal