Segurança inaugura Central de Ocorrências da Polícia Civil nesta segunda (1) na...
Supermoveis

Fullbanner2


Segurança inaugura Central de Ocorrências da Polícia Civil nesta segunda (1) na Capital

Fonte:
SHARE

Assessoria/PJC-MT

A população de Cuiabá será diretamente beneficiada com a entrega das obras de modernização da Central de Registro de Ocorrência, da 1ª Delegacia da Polícia Judiciária Civil, instalada na Avenida Tenente Coronel Duarte (Prainha), região central da Capital. A inauguração da revitalização do prédio acontecerá nesta segunda-feira (01.06), às 16 horas.

A unidade entrou em reforma no dia 16 de abril e desde então o registro do boletim de ocorrência passou a ser confeccionado no Ganha Tempo e na Central de Flagrantes, da 2ª Delegacia de Polícia do Carumbé. Passados mais de 30 dias, a Secretaria de Estado de Segurança restabelecerá o serviço prestado ao cidadão no prédio da Prainha, dentro de um novo conceito de atendimento, primando pela qualidade e em ambiente humanizado para o aperfeiçoamento do serviço público.

De acordo com a diretora de Execução de Estratégica da Polícia Civil, Maria Alice Barros Martins Amorim, as obras realizadas na unidade policial são resultado de empenho da Secretaria de Estado de Segurança Pública com objetivo de levar ao cidadão mais conforto, agilidade e satisfação na prestação do serviço policial.

“Estamos construindo uma nova metodologia de atendimento. A ideia é apresentar à sociedade um novo conceito de atendimento, primando sempre pela qualidade, para que o cidadão se sinta acolhido pelo Estado, dentro de prédios bem estruturados e pessoas qualificadas”, destacou.

Para concretização da reforma, a Segurança investiu cerca R$ 130 mil na compra de materiais permanentes, como móveis e equipamentos, e o proprietário do prédio custeou R$ 90 mil, em benfeitorias como pinturas e revestimentos no piso, reforma geral nos banheiros, instalação elétrica, hidrosanitária, rede lógica e instalação de luminárias.

A pintura do prédio está inserida na padronização de cores das Delegacias de Polícia, dentro da nova identidade visual da Polícia Civil. A unidade recebeu identificação em letreiros caixa inox, equipamentos modernos para o atendimento à população, como baias com divisória em vidro, monitor de senhas e computadores, além de vários materiais permanentes como bebedouros, prateleiras, escrivaninhas, longarinas e, cadeiras giratórias.

O prédio oferece melhores condições para o atendimento à população O prédio oferece melhores condições para o atendimento à população

Todas as salas tiveram as divisórias substituídas. Nos gabinetes, do delegado e da coordenadora da unidade, foram instalados vidros, possibilitando transparência e acompanhamento do trabalho dos atendentes.

A Diretoria Metropolitana disponibilizou 20 servidores, que irão trabalhar em turnos, de segunda a domingo, 24 horas, para a confecção de boletins. O delegado Roberto Pereira Amorim é o titular da 1ª Delegacia de Polícia, que administra a Central de Ocorrência.

O prédio obedece às normas de acessibilidade para deficientes físicos e oferece melhores condições de trabalho para policiais e atendimento à população.

As próximas delegacias a serem reformadas serão o prédio da 2ª Delegacia de Polícia- Carumbé, onde está instalado a Central de Flagrantes, em Cuiabá, e o Plantão de Várzea Grande, na Avenida Filinto Muller.

“Essas delegacias passam por um processo de transformação, tanto no quesito de atendimento como nas instalações físicas, para a prestação de um serviço com qualidade ao cidadão”, frisou o diretor metropolitano da Polícia Civil, Miguel Rogério Gualda Sanches.

Estatísticas

A Central de Ocorrências registra uma média de 6 mil boletins por mês de todas as naturezas. Em 2013 foram registrados 67.313 ocorrências na unidade. No ano de 2014 foram 68.862 registros e em 2015, até 15 de abril, já são 25.675 boletins confeccionados na Central.

A procura maior é para comunicação de extravio de documentos, furtos, roubos, preservação de direito (considerado registro assistencial), ameaça, lesão corporal, estelionato, danos materiais, injuria, constrangimento ilegal, perturbação do sossego e outras diversidades de delitos.

Montreal