Segunda vez que “turma” de Percival chama polícia para populares
Fullbanner1


Macropel

Segunda vez que “turma” de Percival chama polícia para populares

Fonte:
SHARE
Percival Muniz

Chico Oliveira
Se a popularidade do prefeito Percival Muniz (PPS) já estava ladeira a baixo, agora após a forma truculenta com que o vendedor de cocada foi retirado do centro da cidade, sendo inclusive, imobilizado com um golpe de gravata por um funcionário de confiança do prefeito, a coisa desandou!.

Em meados de março de 2014 aconteceu um caso inacreditável no PA em Rondonópolis! Um cidadão chegou arrastando se de dor e não havia cadeira de rodas e nem quem o atendesse no momento.

As pessoas vendo a cena, gravaram em vídeo do cidadão chorando e gemendo de dor. O problema é que o VT transformou-se num viral na internet, exatamente como o da prisão truculenta do vendedor de cocada. Na época ao invés do prefeito demitir a secretária de saúde, ele mandou o então delegado regional de polícia Henrique Meneguelo investigar se era uma armação política ou não. As investigações comprovaram que não! Na verdade, o que ficou claro, foi que além de incompetente, a administração Percival Muniz, já dava sinais de como iria atuar diante da população. No caso da “Operação Quebra-queixo” como está sendo chamada a desastrosa ação comandada pelo servidor de confiança Alessandro Brandão acompanhado de uma servidora de carreira e outro chamado Rogério, além claro, do PM a serviço da tal tão questionada Gasp, foi um tremendo fiasco.

Os erros foram os mais diversos, e precisa ser devidamente investigado. Em dezenas de vídeos que circulam nas redes sociais não é possível ver a suposta agressão do vendedor ao policial que aliás, está totalmente errado. Estando à paisana, ele (PM), não apresentou a sua identificação funcional como é obrigação em abordagens dessa natureza. Então, entre tantas trapalhadas dessa operação, esse foi mais um equívoco do militar, se não se identificou corretamente, e apenas falou, não representa nada! “Pois falar até papagaio fala”. O certo é que juntando todas as manobras efetuadas para tentar explicar o inexplicável, dá um livro as tentativas de evitar que a verdade venha à tona.

Mas vamos investigar tudo, entrevistaremos o jovem que estava tentando refazer sua vida e traremos todos os fatos aqui para a população de Rondonópolis.

Montreal

9 COMENTÁRIOS

  1. É Percival quem te viu quem te vê, você que sempre foi um homem humano de bom coração sua administração passar por essa vergonha, pelo que conheço o seu estilo de administrar tenho certeza que você não apoiou e nem apóia esse tipo de atitudes.

  2. Isso é o que politicamente chama-se da um tiro no pé.
    Que lezera! Não tem vida inteligente nessa prefeitura para evitar um desgaste desses?

  3. Percival, pelo amor de Jesus, apure isso do vendedor de doces e demite os envolvidos. Foi totalmente desastroso. Se não explicar isso pra população, eu serei um fiel cabo eleitoral contrário à sua reeleição, nem que o seu adversário seja Zé do pátio loucura da vida..

  4. Não sou a favor de qualquer tipo de agressão. a quem quer que seja.mais sabemos que
    o comercio ambulantes vem há muito tempo prejudicando principalmente aqueles que
    paga seu imposto corretamente.e que gera recursos para nossa cidade.Em todos os lugares
    da cidade convivemos com pratica deste tipo de comercio. Caminhões de estofados, cadeiras
    de fio cofres etc. E o poder público tem que tomar providencia urgente e a população tem apoiar pois está prejudicando a nós mesmo. a Cidade perde, o Estado perde e os reflexos
    vem com perda de arrecadação e de investimentos no municipio.

  5. Concordo plenamente almir, somos contra violência, mas o que está acontecendo com nossa cidade é horrível, está uma cidade à DEUS dará, sem leis, sem regras…Na Av Amazonas é uma loucura andar nas calçadas estão super lotadas de ambulantes, impedindo a passagem dos deficientes visuais, medidas exigidas aos comerciantes pela prefeitura, os empresários pagam caro pelos projetos da acessibiludade e depois vem aquelas pessoas e colocam bancas nas calçados atrapalhando todo a movimentação das ruas, isso…porque ai todos tem que passar na rua se nãotem lugar…Foi errada a atitude dos dois lados, porque um recebeu a notificação e não obedeceu, e o outro usou de violência, nós cidadãos queremos ter um lugar digno de trabalho, mas que tbm não atrapalhe e nem desrespeite as leis da prefeitura.

  6. Sou da opinião que para por fim nesse caos, façam um camelodromo e onde todos fiquem concentrados. Com isso acaba se o tormento nad calçadas, todos trabalham e ninguém será prejudicado . O que falta é uma política voltada para a solução do problema.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

SHARE
Previous articleTRAGEDIA: Colisão frontal na BR-364 próximo a Pedra Preta, mata quatro, duas eram crianças
Next articleOperação “Quebra-Queixo; Prefeitura emite nota de esclarecimento que não esclarece coisa alguma