Secretaria de Saúde recomenda práticas adequadas na hora do atendimento
Fullbanner1



Secretaria de Saúde recomenda práticas adequadas na hora do atendimento

Fonte: Assessoria
SHARE
Foto: Assessoria.

Com vistas a manter a excelência nos serviços prestados, a Secretaria Municipal de Saúde, frisa a importância de respeitar alguns cuidados no momento do atendimento. “O ideal é que o paciente chegue ao local do exame com antecedência de 20 minutos”, recomenda o coordenador do Laboratório Central, Ivair de Souza.

Pontualidade e compromisso também são requisitos a serem adotados para os atendimentos nos Programas de Saúde da Família (PSFs) e nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). Esse comportamento ainda precisa ser assimilado por boa parte da população, como observa a ouvidora da Secretaria Municipal de Saúde, Claudiane Martins: “Há várias situações de pessoas com consulta marcada que não aparecem. Isso dificulta a redução da demanda reprimida nas unidades de saúde. Sem falar que o paciente faltoso está retirando a oportunidade de cuidados de outro que necessita da mesma especialidade e poderia estar sendo atendido em seu lugar”.

Ivair também lembra que os postos de coleta recebem, exclusivamente, solicitações médicas da rede pública. “Encaminhamentos de consultórios ou clínicas particulares não devem ter como destino as unidades do município, pois o laboratório municipal tem como finalidade atender à rede pública, não à privada”, indica o coordenador. Exames nos postos de coleta do município precisam de pedido médico do SUS.

Exames de urocultura para gestantes, solicitações por endocrinologistas de testes de hormônios para crianças e pedidos de avaliação para cirurgias eletivas devem ser encaminhados para o Laboratório Central, que atende especificamente essas demandas. Já os idosos são sempre prioridade, em qualquer posto de coleta. “Aqueles que não se enquadrem nesse perfil devem procurar os postos de coleta do seu bairro, onde sempre tem senha sobrando”, sublinha Ivair.

Vale ressaltar que para fazer a consulta o paciente deve estar com documento de identidade e cartão do SUS e se tiver idade acima de 70 ou abaixo de 18 anos deve ter um acompanhante. Quando o atendimento for para crianças, os pais ou responsáveis devem apresentar a certidão de nascimento ou a carteira de identidade dos pequenos.

Se o usuário tiver alguma dúvida quanto aos exames ou consultas, pode ligar para o telefone da Ouvidoria Municipal do SUS das 7h às 11h ou das 13h às 17 horas: 0800-6465100.