Sarney chocado

Sarney chocado

SHARE

Foto – Renato Araújo/ABr
Ex-presidente da República e por várias ocasiões aliado político de Luis Inácio Lula da Silva, José Sarney (MDB) publicou nota no qual diz ter ficado bastante chocado com a ordem de prisão do petista. Um dos principais nomes do MDB, o líder maranhense presidiu o Senado durante os dois primeiros anos do governo Lula (2003-2005). Após o escândalo do mensalão, Sarney ajudou a articular uma aliança entre seu partido e o PT, arranjo mantido até as vésperas do impeachment de Dilma Rousseff (PT), em 2016. Um vídeo amador gravado durante a votação de 2014, no entanto, mostra o veterano permanecendo o dedo apenas na segunda linha dos números, ou seja, teria apertado 45 e votado em Aécio Neves (PSDB), candidato derrotado por Rousseff. Sarney, porém, não comentou o fato.

Abaixo manifestação:

“Lamento profundamente a ordem de prisão do Presidente Lula. Ele prestou grandes serviços ao país, e retirá-lo da vida pública é frustrar grande parcela do povo brasileiro.Sou seu amigo e fiquei bastante chocado. Respeitando a decisão do Supremo Tribunal Federal, meu ponto de vista pessoal é que a Constituição é muito clara no que ser refere à presunção de inocência.”

José Sarney

NENHUM COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO