São Paulo pressiona, mas Corinthians empata; torcedor morre no Morumbi
Adventista



São Paulo pressiona, mas Corinthians empata; torcedor morre no Morumbi

Fonte: GloboEsporte.com
SHARE

São Paulo e Corinthians empataram em 1 a 1 na tarde deste domingo, no Morumbi, pela 11ª rodada do Campeonato Paulista. Foi o quarto jogo sem vitória de cada equipe no torneio – quinto se computada uma partida pela Copa do Brasil –, mas o resultado foi pior para a equipe tricolor, que atuou diante de 51.869 pagantes (renda de R$ 1.356.420,00) no clássico de torcida única.

O Tricolor caiu para a segunda posição do Grupo B, empatado em pontos com o Linense (17), mas com uma vitória a menos (5 a 4). O Timão continua na primeira colocação do Grupo A, garantido nas quartas de final. Com esse empate, o Palmeiras, líder do Grupo C, garantiu a liderança geral da primeira fase.

> VEJA A TABELA DO PAULISTÃO

A nota triste do jogo foi a morte do torcedor tricolor Bruno Pereira da Silva,
que, antes do jogo, caiu do alto da arquibancada superior para o lado de fora do estádio,
quando tentava pular de um setor para o outro – leia mais aqui.

Na quarta-feira, pela 12ª e última rodada da primeira fase da competição estadual, o São Paulo visita o São Bernardo no Primeiro de Maio, e o Corinthians recebe o Linense na arena de Itaquera, ambos os jogos às 21h45 (de Brasília).

O jogo

O primeiro tempo foi travado, com o São Paulo mais com a bola (62% de posse) e o Corinthians fechado em seu campo de defesa, sem chances claras de gol. Esse cenário começou a mudar aos 30 minutos, quando houve a chegada mais perigosa, do time visitante, em chute de Rodriguinho defendido em dois tempos por Renan Ribeiro. A partir daí, os donos da casa começaram a forçar a entrada na área adversária – finalizaram três vezes, duas com Luiz Araújo.

O São Paulo voltou mais em cima no segundo tempo. Aos 3 minutos, Luiz Araújo chutou em cima de Cássio da entrada da área. Aos 4, Maicon aproveitou a segunda bola de um escanteio e abriu o placar. Na comemoração, o zagueiro tricolor imitou uma galinha e foi advertido com um cartão amarelo – no sábado, o atacante corintiano Kazim tinha chamado os rivais de “bambis” numa rede social.

O Corinthians passou a ser ainda mais pressionado, mas conseguiu conter o adversário. Numa das poucas idas ao ataque, aos 18, Arana cruzou a bola na área e encontrou Jô livre para empatar a partida, também de cabeça. O atacante alvinegro foi para a rede no terceiro clássico do Paulistão: tinha feito os gols da vitória sobre Palmeiras e Santos.

Duas expulsões foram pedidas pelos jogadoras ao árbitro Vinícius Furlan: a de Wellington Nem, que deu entradas violentas em Gabriel e Arana, e a de Pablo, que já estava amarelado quando derrubou Wellington Nem com um carrinho.

O jogo seguiu na mesma toada até o final, com o São Paulo forçando as jogadas na frente, e o Corinthians tentando criar perigo nos contra-ataques – a bola continuou mais com o Tricolor (59% x 41% no total), mas as finalizações se equilibraram (11 a 10 para o mandante). Nos acréscimos, Wellington Nem foi expulso por, segundo árbitro, deixa o braço no rosto de Camacho.