Santa Casa e UFMT solicitam apoio do município para construção de ambulatório
Fullbanner1


Macropel

Santa Casa e UFMT solicitam apoio do município para construção de ambulatório

Após o encontro, o prefeito visitou as dependências da Santa Casa e a clínica de hemodinâmica

Fonte: Assessoria
SHARE
Imagem ilustrativa

O prefeito de Rondonópolis Zé Carlos do Pátio (SD) e a secretária de Saúde Izalba Albuquerque estiveram na tarde desta segunda-feira (24) na Santa Casa para uma reunião com representantes da entidade e da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) que solicitaram uma parceria do município na construção de um ambulatório. O gestor ainda visitou as dependências do hospital e esteve na clínica de hemodinâmica que recentemente foi credenciada ao SUS.

No encontro, o diretor da Santa Casa, Kemper Carlos, a pró-reitora da UFMT Analy Polizel, professores e médicos, solicitaram ao prefeito um espaço para a construção do ambulatório que dará suporte aos estudantes do curso de medicina.

Após ouvir os presentes, o prefeito fez duas propostas: a de implantar o ambulatório no estacionamento da Santa Casa, em virtude da proximidade com a entidade, ou aproveitar o espaço do antigo Pronto Atendimento que servirá como um hospital de retaguarda junto a UPA.

“Temos a proposta do estacionamento da Santa Casa, colocar uma torre para o ambulatório da UFMT para o curso de medicina. Ou a que a Prefeitura ofereceu, uma vez que a UFMT é uma grande parceira, que é um hospital de retaguarda na Upa. Estamos discutindo as duas propostas, nós vamos montar o projeto e buscarmos os recursos através de emendas parlamentares para que ajude a viabilizar esse projeto,” comentou o prefeito.

Cirurgias – Acompanhado da diretoria da Santa Casa, o prefeito visitou as dependências do hospital e mais tarde a clínica de hemodinâmica.

“Na minha primeira gestão, trouxemos uma clínica de hemodinâmica para cá, a Santa Casa aceitou e construímos. Agora a nossa bancada federal ajudou a credenciar no SUS a essa clínica. Agora uma notícia muito positiva saiu daqui de Rondonópolis à primeira cirurgia aberta de coração na semana passada, isso é uma vitória, já estamos fazendo cateterismo e angioplastia, que antes dependia da espera na fila em Cuiabá”, concluiu Pátio.

Montreal