Sandro ‘Louco’ é absolvido em júri popular sobre morte de detento em...
Fullbanner1

Fullbanner2


Sandro ‘Louco’ é absolvido em júri popular sobre morte de detento em MT

Sandro é líder de uma facção criminosa e considerado de alta periculosidade. Ele está preso em penitenciária de segurança máxima no Paraná e foi ouvido por videoconferência.

Fonte: G1 MT
SHARE

Líder de uma facção criminosa e considerado de alta periculosidade, Sandro da Silva Rabelo, conhecido como Sandro ‘Louco’, foi absolvido em júri popular por videoconferência realizado na sexta-feira (23) em Cuiabá. A modalidade do julgamento ocorreu tendo em vista os altos custos para trazer à capital mato-grossense o réu, que está preso na penitenciária de segurança máxima de Catanduvas (PR). O júri foi presidido pela juíza Mônica Catarina Perri Siqueira.

De acordo com a denúncia do Ministério Público (MP), Sandro teria ordenado a morte do detento Pedro Raimundo de Oliveira, assassinado em 2005 dentro da Penitenciária Central do Estado (PCE).

Pedro foi morto com golpes de chuço. A vítima estava desarmada, conforme os autos, e teve a morte premeditada após ter sido encurralada pelos assassinados.

No júri, o Conselho de Sentença reconheceu que terceiros efetuaram os golpes que mataram Pedro, porém, não entenderam que Sandro Louco ordenou o assassinato.

Sandro Louco tem pelo menos 15 condenações por crimes contra o patrimônio e dois assassinatos. Somadas, as penas passam de 200 anos de prisão. Ele deve ser interrogado em outro júri por videoconferência na próxima semana em Cuiabá.

Montreal