Roger Machado elogia equilíbrio entre primeiro e segundo tempo do Galo
Adventista



Roger Machado elogia equilíbrio entre primeiro e segundo tempo do Galo

Fonte: GloboEsporte.com
SHARE

Os gols saíram só no segundo tempo, é verdade, mas o equilíbrio entre os dois tempos foi a grande virtude do Atlético-MG na vitória por 2 a 0 (veja os melhores momentos acima) sobre a URT, na tarde deste domingo, no Independência, em jogo válido pela nona rodada do Campeonato Mineiro. Pelo menos é o que acha o treinador do Galo, Roger Machado. Apesar de ter criado muitas oportunidades na primeira, os gols só vieram no segundo tempo, após a entrada de Luan no lugar de Danilo, no intervalo. 

– A única mudança para o segundo tempo é que muda um pouco a característica com o Luan em campo, foram dois tempos que criamos. Poderíamos ter
aberto o placar no primeiro tempo. Talvez tivéssemos mais espaço para jogar no
primeiro tempo, foi um domínio territorial grande, oportunidades importantes. E olha que a URT é um dos grande times do interior, sabe o que faz na hora de defender e atacar. Trabalhamos
durante a semana a transição deles, que é rápida, a bola parada deles que também
é forte. O resultado foi um equilíbrio entre os dois tempos. A produção de dois
tempos equilibrados.

Apesar do resultado ter sido construído na etapa complementar, Roger acredita que o volume de jogo entre os tempos foi parecido. Não é importante o momento do jogo em que os gols saem, mas sim se o time está criando e colocando a bola na rede. 

Não vi dois tempos tão diferentes, se uma das bolas entrassem no primeiro tempo, não estaríamos sendo questionados sobre isso. Fomos eficientes no
segundo tempo, a bola do Fred é muito difícil do centroavante pegar. Hoje o
Juninho teve uma tarde muito inspirada, você pode ganhar no primeiro minutos,
ou como fechar gols no fim. O importante é o equilíbrio e continuar criando. 

Comparando com os primeiros jogos da temporada, Roger acredita que o Atlético-MG tem evoluído a cada jogo nesse quesito. 

– Acho que a cada jogo a gente vem alcançando o equilíbrio, no começo
da temporada, você oscila de um jogo para o outro. O que eu cobrei hoje é a
necessidade de fazer um jogo completamente equilibrado, não que não vamos
sofrer com o adversário, mas que tivéssemos equilibro com mais regularidade
nos dois tempos. 

Em uma ação de marketing, em comemoração aos 109 anos do Galo, o time entrou em campo com nome de ex-ídolos nas costas, correspondentes aos números que eles usavam. Entrando na brincadeira, os gols de Luan e Fred foram de Reinaldo e Éder Aleixo, pois eram a camisa que eles vestiam.

– Legal essa homenagem na entrevista, foi bom
fazer essa homenagem para que quem está conosco poder vivenciar isso, para que
os ídolos possam se emocionar. Hoje eu tenho dois grandes centroavantes, mas
se alguém entra como entrara Dadá e Reinaldo, sabemos que eles marcaram porque
conquistaram. Marcar época e ser marcado futuramente.