Reunião com ministro da Saúde pode encerrar greve na Santa Casa
Supermoveis

Fullbanner2


Reunião com ministro da Saúde pode encerrar greve na Santa Casa

Fonte: Thiago Mattar
SHARE
Brasília - O ministro da Saúde, Ricardo Barros, concede sua primeira entrevista coletiva à imprensa sobre assuntos relacionados à pasta (Wilson Dias/Agência Brasil)

Nesta quarta-feira (16), após mais de uma semana de paralisação alegando dificuldades financeiras e atrasos nos repasses, representantes dos quatro hospitais filantrópicos em greve no estado de Mato Grosso participam de uma reunião com o ministro da Saúde Ricardo Barros, em Brasília, para negociarem o fim do impasse.

De acordo com representantes da Federação das Santas Casas, Hospitais e Entidades Filantrópicas Prestadoras de Serviço na Área da Saúde do Estado de Mato Grosso (FEHOSMT), se não houver acordo com o ministro, uma paralisação geral será convocada nesta sexta-feira (18).

Somente em Rondonópolis, onde a Santa Casa é referência em maternidade para 19 municípios da região sul, mais de 180 gestantes deixaram de ser atendidas durante essa primeira semana de greve. Atualmente, o acompanhamento ambulatorial dessas pacientes ocorre na UPA, sobrecarregando a unidade.

Desde a semana passada, a Santa Casa de Rondonópolis, Santa Casa de Cuiabá e os hospitais Santa Helena e Geral Universitário (HGU), também da capital, mantém apenas serviços de urgência e emergência, paralisando centenas de atendimentos neonatais, coronarianos e cirurgias eletivas de média e alta complexidade.

Um cálculo realizado pela FEHOSMT, e confirmado pela empresa de consultoria Planisa, demonstrou o tamanho do déficit dos quatro referidos hospitais que fazem parte da rede SUS no estado. Os números apontam um desequilíbrio contratual de R$ 3,6 milhões e valores em atraso que ultrapassam R$ 12 milhões.

De acordo com a assessoria da Santa Casa de Rondonópolis, o cirurgião e vice-presidente da instituição, Dr. Kemper Carlos Pereira, só vai divulgar e comentar o resultado das negociações nesta quinta-feira (17) em pronunciamento que deve ocorrer na sede da instituição.

Montreal