REPAROS: Trânsito na Dom Wunibaldo segue parcialmente interditado
Fullbanner1

Fullbanner2


REPAROS: Trânsito na Dom Wunibaldo segue parcialmente interditado

Fonte:
SHARE
Trabalhos de recuperação / Foto:Roger Andrade

Redação / Assessoria

O trânsito na Avenida Dom Wunibaldo, entre as ruas Fernando Correa e 13 de maio, no centro da cidade, está interditado pela secretaria Municipal de Transportes e Trânsito – Setrat. A interdição é para que a Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis – Coder faça o trabalho de recuperação do pavimento da parte da via que foi danificada com problemas na rede de esgoto ocorridos em virtude do grande volume de chuvas que atingiu a cidade nos últimos dias.

O trabalho corretivo da tubulação do coletor tronco de 800m da rede de esgoto, por parte de técnicos do Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis – Sanear, iniciado às 8h30 de segunda-feira (30), na Avenida Dom Wunibaldo, entre a Fernando Correa e Arnaldo Estevan, entrou noite adentro e só foi concluído na madrugada desta terça-feira (31), às 3h40.

Com isso, somente na manhã desta terça que a Coder pôde iniciar os trabalhos para fechar os buracos e refazer o pavimento, tanto na parte que teve problema na segunda-feira, como na parte que cedeu no final da tarde de sexta-feira (28) e teve o serviço corretivo concluído no sábado (29).

Segundo o diretor de manutenção do Sanear, Cristovão Teixeira, o trabalho corretivo da tubulação do coletor da rede de esgoto que rompeu na segunda se estendeu além do previsto, pois o estrago na tubulação foi de grande proporção.

“O serviço corretivo se estendeu mais do que esperávamos, devido à extensão do problema, tivemos que escavar cerca de 16m, numa profundidade de 4m. Mas, trabalhamos cerca de 20h de forma ininterrupta, revezando a equipe, para concluir o mais rápido possível o serviço corretivo da tubulação com problema, o que foi possível só por volta das 3h40”, explicou Teixeira.

De acordo com Teixeira, o problema na tubulação da rede na Dom Wunibaldo dos últimos dias, é em decorrência de dois motivos. Um é que com o grande volume de chuvas entra muita água na rede coletora de águas residuais, “pois muitos moradores, até mesmo por desconhecimento, acabam fazendo a ligação indevida da rede pluvial com a coletora de esgoto, o que acaba ocasionando uma sobrecarga”.

O outro motivo apontado por Cristovão é que a vida útil da tubulação da rede de esgoto na Dom Wunibaldo também está no limite. “Esta tubulação está quase saturada, tem uma vida útil de 30 a 34 anos e esta já tem cerca de 30”, disse Teixeira, acrescentando que, diante desta situação, o prefeito Percival Muniz já conversou com o diretor geral do Sanear, Themis de Oliveira, e acertou para que seja feita a recuperação total da tubulação, no trecho que vai da Fernando Correa até a 13 de Maio. “Este trabalho deve ser iniciado após o fim do período chuvoso”.

Montreal