Renan confirma para esta quarta reunião para definir rito do impeachment
Fullbanner1

Fullbanner2


Renan confirma para esta quarta reunião para definir rito do impeachment

Definição dos ritos da sessão que vai definir o futuro da presidente afastada Dilma Rousseff

0
Fonte:
SHARE
Foto:Jane de Araújo

O presidente do Senado, Renan Calheiros, confirmou para as 10h(MT) desta quarta-feira (17) reunião com líderes partidários e com o presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, para definição dos ritos da sessão que vai definir o futuro da presidente afastada Dilma Rousseff.

— A exemplo do que fizemos em ocasiões anteriores, vamos discutir um roteiro para o julgamento da presidente. Aqui combinamos os encaminhamentos com a participação de todos — afirmou Renan, ao chegar ao Senado no fim da manhã desta terça-feira (16).

A sessão está marcada para o próximo dia 25 de agosto, e Dilma Rousseff vai a julgamento por crimes de responsabilidade, podendo perder definitivamente o mandato.

Indagado sobre uma carta que está sendo preparada por Dilma, com uma possível proposta de realização de novas eleições presidenciais, Renan disse que não seria uma boa ideia.

— Na democracia, a melhor saída é sempre a Constituição. Plebiscito e novas eleições não estão previstos na Constituição, então isso não é bom — opinou.

DRU

O presidente do Senado confirmou para esta quarta-feira a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 31/2016, que prorroga a Desvinculação de Receitas da União (DRU). Com isso, o governo terá disponíveis recursos que estariam comprometidos com despesas específicas, facilitando o cumprimento da meta fiscal.

— Hoje (16) teremos a última sessão de discussão da DRU em Plenário, e vamos votar amanhã — afirmou.

Governadores

À tarde, o presidente tem uma reunião com governadores de estados do Nordeste para tratar da renegociação de dívidas. O encontro está marcado para 15h.

— Estamos tentando um caminho que atenda a todos. Esse é um compromisso do presidente da República e também do Senado, que é a casa da federação — disse.

Antes de receber os governadores, Renan vai se encontrar com o presidente Michel Temer, mas não quis adiantar o assunto.

 

Montreal