Rejeitada votação nominal para pedido de retirada da reforma trabalhista da pauta
Fullbanner1



Rejeitada votação nominal para pedido de retirada da reforma trabalhista da pauta

Fonte: NOTÍCIAS DE MATO GROSSO com Agência Câmara
SHARE

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, abriu há pouco a segunda sessão extraordinária desta quarta-feira (26), convocada para votar a proposta de reforma trabalhista (PL 6787/16), que teve o texto-base aprovado ontem pela comissão especial. A primeira sessão extraordinária foi encerrada em razão do fim do tempo regimental (4 horas).

Antes do encerramento o Plenário havia rejeitado, por 224 votos a 49 e uma abstenção, requerimento do PT que pedia votação nominal do pedido de retirada de pauta da proposta.

O texto que tramita em regime de urgência e pode ser discutido e votado ainda hoje pelos deputados, conforme previsão do presidente da Casa, Rodrigo Maia, é o último substitutivo proposto pelo relator da matéria, deputado Rogério Marinho (PSDB-RN).

Além da análise do substitutivo, o Plenário deverá deliberar também sobre destaques que não puderam ser votados pela comissão especial. A reforma trabalhista precisa de maioria simples de votos para ser aprovada.

Confira os principais pontos da reforma trabalhista

Mais informações a seguir

Acompanhe o debate também pelo canal da Câmara dos Deputados no YouTube