Quatro jovens são presos com munições de pistola em Sorriso
Adventista



Quatro jovens são presos com munições de pistola em Sorriso

Fonte: Da redação
SHARE

A Polícia Judiciária Civil de Sorriso (400 km ao Norte) prendeu em flagrante na sexta-feira (04) quatro pessoas por porte ilegal de arma de fogo e munições. Durante os trabalhos foram apreendidas munições de pistola 380.

Informações preliminares apontaram que criminosos iriam na residência de uma mulher, no bairro Mario Raiter buscar um armamento com o objetivo de matar uma pessoa à mando de uma facção criminosa.

Em vigilância ao endereço, os policiais verificaram que havia uma intensa movimentação de pessoas em atitudes suspeitas.

Os suspeitos Gleidson Batista, 29, e Kenned Abreu, 19, estavam em uma motocicleta Biz Vermelha, e o suspeito Gabriel Bomfim, 19, estava em uma Yamaha Crypton, cor branca, acompanhado de uma criança de 04 anos de idade.

Após os suspeitos pararem na residência, a Polícia realizou abordagem, onde todos os suspeitos tentaram fugir.

O suspeito Gabriel conseguiu escapar pulando muros e invadindo outros quintais. A criança que estava com ele ficou aos cuidados de uma vizinha da família, após a criança mostrar a residência.

Em procedimento de revista realizado nos suspeitos foram localizadas 07 munições de calibre. 380 na bermuda de Gleidson, monitorado por tornozeleira eletrônica. Duas mulheres estavam dentro da casa e seriam comparsas dos jovens que chegaram de moto. Kassyele dos Santos, 20, conhecida como Kassy, e a suspeita Larisse Silva, 23.

Todos foram encaminhados para a delegacia e autuados no artigo 14 da Lei de Porte de Arma (Lei nº 10.826/03) – porte ilegal de arma de fogo de uso permitido.

Em seguida eles foram encaminhados para audiência de custódia.

As investigações prosseguem para localizar o suspeito Gabriel, bem como apreender a arma de fogo usada por eles.

Mandado de prisão

Também na cidade de Sorriso na sexta-feira (04) um homem foi preso no bairro Bela Vista, em cumprimento a mandado de prisão.

Identificado como Apolonio Genaro de Moraes, 54 anos, o preso era foragido do Estado de Rio Grande do Sul. Ele foi condenado a mais de 11 anos de prisão por crime cometido em 2003 no município de Salto do Jacuí. O processo corre em segredo de justiça.

Encaminhado para audiência de custódia e em seguida para unidade prisional, ele ficará à disposição do Judiciário para deliberação futura.