PT em Mato Grosso organiza ação pró-democracia após derrota nas urnas
Fullbanner1



PT em Mato Grosso organiza ação pró-democracia após derrota nas urnas

Fonte: Da Redação Com Gazeta Digital
SHARE
Foto: Gazeta Digital / Chico Ferreira.

Após a derrota de Fernando Haddad (PT) para o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), o Partido dos Trabalhadores em Mato Grosso já articula uma ação “pró-democracia”, que pretende reunir, além de partidos políticos, entidades e movimentos sociais. A intenção é agregar os aliados do partido frente ao novo governo.

De acordo com Carlos Abicalil (PT), o partido respeita o resultado das eleições e os votos obtidos por Bolsonaro. No entanto, vai atuar para fortalecer a bancada na Câmara dos Deputados, uma vez que elegeu 57 deputados federais nas eleições em 7 de outubro. Em Mato Grosso, apenas a professora Rosa Neide foi eleita pelo partido.

“Nós respeitamos os votos do povo brasileiro. Nunca foi diferente da parte do PT. Cremos que esse não é o melhor resultado, mas é a vontade do povo brasileiro e vamos respeitá-la de maneira absolutamente tranquila. Sabemos que a partir de amanhã começamos a preparar nossa bancada federal para a posição que assume como a maior bancada da Câmara dos Deputados”, disse.

Abicalil avaliou ainda que “apesar de todo ódio contra o PT”, o partido saiu fortalecido das urnas em relação a 2016. “O Haddad conquistou muitos votos, inclusive em Mato Grosso. (…) Cabe a nós agora interpretar os resultados e captarem a intenção dos eleitores, além do que, nos cabe como oposição, vigiar as promessas feitas neste período agora”, disse.

Por essa razão, o partido em Mato Grosso vai realizar no dia 30 o primeiro balanço com os coordenadores para fazerem uma avaliação deste segundo turno. Já no dia 1º acontecerá uma plenária para a unidade na luta pela democracia. “Esse é nosso desejo para o fortalecimento democrático para esse período próximo”, encerrou.