PSDB, que já tem o Governo do Estado, quer as duas vagas...
Supermoveis

Fullbanner2


PSDB, que já tem o Governo do Estado, quer as duas vagas de Senado em 2018

Fonte:
SHARE
Foto: Internet

Presidente da Assembleia Legislativa, Guilherme Maluf (PSDB), defenderá no partido a tese de que em 2018 os tucanos lancem dois candidatos ao Senado. Ele e o presidente regional do PSDB, deputado federal Nilson Leitão, formariam a dupla para pleitear as vagas a serem abertas com o fim do mandato dos senadores Blairo Maggi (PR) e José Medeiros (PPS).

O parlamentar reitera não ter mais interesse em disputar a reeleição. Descarta a análise de eventual indicação de seu nome para vaga no Tribunal de Contas do Estado (TCE). “A questão da indicação do TCE está sub judice e pode demorar para ser resolvida, além disso há outros nomes de parlamentares que pleiteiam a vaga. Isso tem que ser conversado no âmbito da Casa, já que cabe a Assembleia indicar o nome do novo ocupante”, disse.

A tese de Maluf para 2018 precisa passar por debates internos e aguardar, necessariamente, as eleições de 2016. As alianças a serem firmadas no pleito municipal poderão ditar os rumos dos projetos para o pleito geral.

O deputado admite ainda a possibilidade de disputar vaga à Câmara Federal. “Temos muitas vias. Primeiro vejo esse projeto ao Senado. Se não for construído, poderei analisar disputar para deputado federal”, frisou.

Maluf, que já disputou a prefeitura de Cuiabá nas eleições de 2012, quer alçar voos mais altos. Na condição de presidente do Poder Legislativo do Estado, tem conseguido força política suficiente para dar início a um projeto político mais ousado.

Aliado do governador Pedro Taques, do mesmo partido, ele prefere estabelecer uma linha de independência entre os Poderes. Nesse aspecto, o tucano tem mantido conversas com represen-tantes do Palácio Paiaguás, buscando firmar a autonomia do Legislativo, principalmente quando o assunto é o orçamento. “Somos aliados, agora ainda mais por integrarmos os quadros do mesmo partido. Na Assembleia, estaremos juntos sempre que as matérias forem de interesse da população”.

Fonte: A Gazeta

Montreal