Pronto-Atendimento da Femina é o melhor de Cuiabá, avalia pesquisa
VendaMais

Pronto-Atendimento da Femina é o melhor de Cuiabá, avalia pesquisa

SHARE
Foto:Assessoria.

Em uma pesquisa satisfação encomendada pela Unimed Cuiabá, o Pronto-Atendimento (PA) do Hospital Infantil e Maternidade Femina foi o melhor avaliado entre os cinco principais hospitais da Capital, com nota 9.

A pesquisa foi coordenada por uma empresa contratada pela Unimed Cuiabá e entrevistou 20 clientes em cada unidade hospitalar após a consulta com o médico, em junho 2016. O questionário envolvia perguntas abertas e fechadas em relação ao atendimento da recepção, dos médicos e enfermeiros, ambiente, localização, tempo de espera, postura dos profissionais envolvidos, entre outros itens.

Segundo o superintendente do hospital, Valdir Borba, a pesquisa reflete o resultado do trabalho constante da Femina em melhorar cada vez os serviços prestados. “Apesar da excelente nota que recebemos, não vamos nos acomodar. A principal reclamação apontada pelos paciente foi em relação ao nosso espaço físico, mas será resolvido com a mudança do PA para o prédio novo em breve”, afirmou.

A satisfação dos entrevistados com o conhecimento e postura dos profissionais da saúde recebeu nota 9,4. Sobre o processo de atendimento administrativo – que envolve atenção ao cliente, agilidade e disposição – a Femina foi avaliada com nota 8,65. Já cerca de 90% dos usuários não tiveram reclamações sobre a unidade hospitalar e a indicariam para amigos mais próximos.

Entre todos os itens avaliados, a média da Femina foi nota 9. Os outros quatro hospitais avaliados receberam nota média de 8,65 a 8,8.

AUDITORIA – Na busca constante pela excelência na prestação de serviços, o Hospital Infantil e Maternidade Femina implantou há cerca de seis meses um programa de educação continuada. Colaboradores de todas áreas recebem constantemente treinamentos para aperfeiçoar a execução de suas funções.

Faz parte ainda do programa o serviço de auditoria interna, que mensalmente verifica o andamento de cada serviço do hospital, seja farmácia, pronto-atendimento, agendamento, internação ou qualquer outro. “É como se fosse uma auto-auditoria. Uma equipe nossa verifica item a item, para constatar se há falhas e o que pode ser melhorado. Comportamento, uniforme, postura e até o uniforme também são analisados”, explicou Borba.

Para saber dos pacientes internados como foi o serviço prestado, o hospital realiza uma pesquisa interna. No momento da alta, o paciente ou seu acompanhante responde a um questionário sobre a qualidade do atendimento.

“Nessa pesquisa interna também temos 90% de avaliação positiva. Em caso de avaliação regular ou ruim, o paciente é procurado para contar o que aconteceu e o que podemos fazer para melhorar. Faz parte do nosso trabalho dar essa atenção ao paciente mesmo depois da alta”, ressalta a gerente de enfermagem, Maria Lidia Falcão Imbelloni.

 

NENHUM COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO