Projeto Cidade Sustentável quer rearborizar e reurbanizar a cidade
Supermoveis



Projeto Cidade Sustentável quer rearborizar e reurbanizar a cidade

Fonte: Assessoria
SHARE
Vereador Dr. Orestes Miráglia (SD), autor da propositura. Foto: Assessoria.

Um Projeto de Lei denominado, “Cidade Sustentável”, que visa, sobretudo, a rearborização, paisagismo/urbanismo das ruas e avenidas da região central e nos bairros circunvizinhos; os acessos e saídas da cidade, já que o município dispõe do recurso necessário garantido no orçamento, foi apresentado na Sessão Ordinária da Câmara nesta quarta-feira (11).

Conforme o vereador Dr. Orestes Miráglia (SD), autor da propositura, o presente Projeto de Lei se justifica no fato da necessidade urgente de medidas práticas por parte do poder público e sociedade em geral, no sentido de rearborizar as ruas e vias públicas incluindo o centro comercial da cidade, que por ser integrante de um estado solar, fica exposta a uma intensa luminosidade e calor durante praticamente todos os períodos do ano.

“Infelizmente nos últimos anos, o município de um modo geral tem vindo na contramão de tudo ao permitir a poda e destruição de centenas de árvores pela cidade, principalmente no quadrilátero central onde se localizam empresas e comércios”, lembra o parlamentar, que exemplifica: “Nas avenidas Amazonas e Marechal Rondon, por exemplo, praticamente não existem mais árvores. Elas foram retiradas para liberar a frente das lojas e comércios para a exposição publicitária. Ocorre que nos horários vespertinos fica praticamente impossível transitar pelas calçadas dado o intenso calor que faz na cidade, aliada à falta de sombras naturais”.

Com a efetivação do projeto através do plantio/replantio de árvores ornamentais e ou frutíferas em toda a cidade, vai se com certeza, embelezá-la, reduzir o calor, aumentar a emissão de oxigênio melhorando a qualidade do ar e, consequentemente, melhorar a qualidade de vida das pessoas.

Na verdade o projeto em si, visa à reurbanização da cidade através de projetos de paisagismos/urbanismo promovidos pela municipalidade, cujos recursos já se encontram garantidos no orçamento, e que ficarão a cargo da secretaria Municipal de Meio Ambiente trazendo mais beleza e cores à paisagem local. “Com certeza se devidamente efetivadas, essas ações deverão atrair e valorizar a presença de visitantes, movimentando o comércio, bem como, dos nativos” ressalta o vereador.

Outra preocupação do projeto reside no fato da necessidade de conservação e preservação das plantas e árvores já existentes, bem como das áreas verdes, parques ambientais e de preservação permanentes (APP).

Conforme o projeto caberá à SEMMA (Secretaria Municipal de Meio Ambiente), via Horto Florestal a pesquisa, produção e desenvolvimento de plantas com variedade adequadas ao nosso clima e relevo.

Quanto às mudas de árvores a serem plantadas nas calçadas, canteiros e acessos, serão dadas preferência às variedades cujas características e sistemas radiculares (raiz), sejam de natureza mais profundas, o que irá reduzir a possibilidade de danos ao pavimento, às calçadas e estrutura das residências, bem como, às redes de abastecimento de água e esgoto.

Montreal