Presos jovens que aplicaram golpe usando nome de juiz de Rondonópolis
Adventista



Presos jovens que aplicaram golpe usando nome de juiz de Rondonópolis

Fonte: Polícia Civil
SHARE
Foto: Reprodução.

Três jovens autores de um roubo cometido mediante golpe aplicado, usando nome de um juiz de direito da Comarca de Rondonópolis (212 km ao Sul), foram presos pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), da Polícia Judiciária Civil, na tarde de quinta-feira (15.03). Também foi recuperada a quantia de R$ 1 mil da vítima.

Rafael Douglas Nascimento de Queiroz, 24, Thierry França de Oliveira, 20, e Gabriel Freitas Cavalcante, 20, foram autuados em flagrante pelos crimes de roubo, estelionato e associação criminosa. O preso Gabriel também responderá por resistência a prisão.

Os suspeitos foram surpreendidos por investigadores da Derf de Rondonópolis, logo após aplicarem um golpe pela internet via site OLX (compra e venda), seguido de  roubo ocorrido um dia antes, quarta-feira (14).

Conforme boletim de ocorrência, a vítima mora na cidade de Alto Araguaia e interessou na compra de uma motocicleta Honda Biz, entrando em contato com o número de telefone informado no anúncio.

Quando ligou, a pessoa que atendeu se identificou como sendo o magistrado, Wladimir Perry, juiz da 1ª Vara Criminal da Comarca de Rondonópolis. Na conversa, o suspeito contou que o veículo pertencia a sua funcionária e era vendido pelo valor de R$ 7 mil.

Para segurar o negócio, a vítima depositou numa conta bancária indicada pelo golpista a quantia de R$ 3 mil, e combinaram que o restante seria repassado pelo comprador, assim que recebesse a motocicleta.

Em seguida, a vítima deslocou de Alto Araguaia, onde reside, e ao chegar em Rondonópolis para finalizar a transação, foi ao encontro do suspeito no endereço acertado.

No entanto, ao se encontrar com Gabriel, a vítima foi conduzida até uma rua no bairro Pindorama. Próxima de um matagal, dois homens surpreenderam a vítima e anunciaram o assalto. Foram roubados R$ 4,8 mil em dinheiro, um aparelho celular, entre outros pertences da vítima.

Durante atendimento na Derf de Rondonópolis, a vítima foi submetida ao álbum de fotografias de pessoas com passagens criminais, investigadas por envolvimento em crimes de roubos cometidos na região do bairro Pindorama, local do fato.

Logo que avistou a foto de Thierry,  a vítima imediatamente o apontou como sendo um dos autores da ação criminosa. Ato contínuo, os policiais civis lograram êxito em identificar a residência do suspeito apontado.

Na casa, o jovem não estava. Os policiais foram recebidos pela mãe de Thierry, que autorizou a entrada da equipe no interior do imóvel, sendo encontrado no quarto dele o aparelho celular roubado da vítima.

Diante da materialidade os policiais civis descobriram um bar no bairro Jardim Tropical, onde Thierry foi preso com mais dois comparsas, que também foram reconhecidos seguramente pela vítima, como os autores do roubo. Com eles foram apreendidos a quantia de R$ 1 mil, oriundo do roubo.

Levados à Derf de Rondonópolis os três suspeitos foram interrogados. Em depoimento, Thierry assumiu a participação, alegando ter usado um simulacro de arma de fogo, dispensado no mata horas depois.

O trio foi autuado em flagrante  e apresentados em audiência de custódia.