Presidente do Flamengo acumula funções após prisão de vice
Fullbanner1

Gov

Macropel

Presidente do Flamengo acumula funções após prisão de vice

Fonte: Martin Fernandez
SHARE

O Flamengo se pronunciou no fim da manhã desta quinta-feira sobre a prisão do vice-presidente Flávio Godinho durante a Operação Eficiência, desdobramento da Lava Jato. Agora, o presidente Eduardo Bandeira de Mello acumulará funções no clube.

– O Flamengo possui administração executiva profissional em todas as suas diretorias. Sendo assim, o Departamento de Futebol, comandado por Rodrigo Caetano, segue com seu planejamento e atividades inalterados. O presidente Eduardo Bandeira de Mello passa a acumular a vice-presidência da pasta – disse o Flamengo na nota oficial.

Em entrevista ao GloboEsporte.com, Eduardo Bandeira de Mello tratou a prisão de seu vice como assunto pessoal.

– Assunto de caráter particular. Absolutamente nada a ver com o Flamengo. Eu, como cidadão e rubro-negro de maneira geral apoiamos as investigações, gostaria que ele se desenvolvesse com todo rigor, com toda transparência, e tenho certeza que ele vai ter garantido o direito de defesa para que tudo se esclareça – disse.

A Polícia Federal e o Ministério Público Federal cumpriram um mandado de prisão contra o vice-presidente do Flamengo, Flávio Godinho, por volta de 6h30 desta quinta-feira, no Rio de Janeiro. As informações são do G1. A busca faz parte da Operação Eficiência, desdobramento da Lava Jato. 

Flávio Godinho participa diretamente das negociações do Flamengo com reforços. Mas o acerto com o colombiano Orlando Berrío, atacante do Atlético Nacional, não deve ser problema. Rodrigo Caetano, gerente de futebol, é quem conduz essa negociação. 

O vice-presidente do Flamengo já havia sido conduzido coercitivamente à sede da Polícia Federal no Rio de Janeiro anteriormente, em setembro do ano passado, também por causa da operação Lava Jato. 

O dirigente é acusado de participar de ocultação e lavagem de dinheiro das propinas que eram recolhidas das empreiteiras que faziam obras públicas no Rio de Janeiro. A PF e o MPF cumprem também outros oito mandados de prisão e quatro conduções coercitivas na cidade. Godinho era braço direito do empresário Eike Batista, que também é alvo da operação.

Veja a nota oficial:

O Clube de Regatas do Flamengo tomou conhecimento na manhã desta quinta-feira da prisão de Flávio Godinho. Sobre o fato, de cunho pessoal, esclarecemos que:

– O Flamengo possui administração executiva profissional em todas as suas diretorias. Sendo assim, o Departamento de Futebol, comandado por Rodrigo Caetano, segue com seu planejamento e atividades inalterados. O presidente Eduardo Bandeira de Mello passa a acumular a vice-presidência da pasta.- Por prezar pela transparência em sua gestão e incentivar que este valor seja aplicado em todas as esferas da sociedade, o Flamengo espera que todos os fatos sejam apurados e esclarecidos.