Presa quadrilha que roubou carreta e rendeu casal em MT
Fullbanner1



Presa quadrilha que roubou carreta e rendeu casal em MT

Fonte: Polícia Civil
SHARE
Foto: Divulgação.

Quatro pessoas foram presas e uma adolescente apreendida em ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos Automotores (Derrfva) que investigava roubo a uma carreta com restrição da liberdade do caminhoneiro e sua esposa, rendidos na cidade de Várzea Grande. Os criminosos só libertaram as vítimas após ação da Polícia Judiciária Civil.

Os trabalhos foram realizados em conjunto com a Delegacia de Polícia de Coxim (MS) e com a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A Polícia Civil recebeu comunicação de crime na manhã de quarta-feira (21), quando o proprietário do caminhão Scania/G 420 A6X4 relatou que o veículo estava fazendo uma rota diferente da programada e que o motorista responsável por fazer o trajeto estava desaparecido.

A PRF interceptou o veículo no posto de Coxim e realizou a detenção do homem que dirigia a carreta, Agnaldo Guedes de Oliveira. Em compartilhamento de informações, a Delegacia de Polícia da cidade sul-mato-grossense repassou à Derrfva à confissão do detido – que seguia para o Paraguai – e a delação da identidade dos comparsas na associação criminosa que reside em Cuiabá.

Em apuração célere, a Polícia Judiciária Civil, por meio dos trabalhos da DERRFVA localizou o endereço da quadrilha no bairro Planalto, na Capital.

Foram presos no início da noite de quarta-feira (21) os suspeitos Welder Ernesto da Costa, 34, Vitor Hugo De Soares Carvalho, 26, conhecido como “Nego”, Saturnino Andre da Silva, 29, apelidado de “Parazinho”, Valdirene Rissardi, vulgo “Val”, 39, e a adolescente F.R.O, 17.

Em diligência ao endereço apurado, os policiais civis da Derrfva encontraram pertences das vítimas (motorista da carreta e esposa) e um aparelho (rádio) do caminhão subtraído. As vítimas só foram libertadas após a ação policial, quando outros envolvidos souberam que os comparsas haviam sido presos.

O casal rendido em Várzea Grande já realizou reconhecimento dos suspeitos Welder e Saturnino, bem como Agnaldo, preso em Coxim (MS).

Abordado pelos policiais, o suspeito Welder mentiu sobre sua identidade com o objetivo de ocultar mandado de prisão em aberto contra ele na cidade de Rondonópolis. Em seu interrogatório ele permaneceu calado, os outros detidos negaram participação no crime.

No entanto, segundo o delegado titular da Derrfva, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, as investigações apontam com clareza que os indivíduos estão associados para a prática de roubos. Os quatro maiores de idade foram autuados pelo crime de roubo, associação criminosa e corrupção de menores, recolhidos a unidade prisional para posteriormente serem encaminhados à Audiência de Custódia, a adolescente vai responder por ato infracional análogo aos delitos.