Prefeitura esclarece os motivos da intervenção de 180 dias no Impro
Supermoveis



Prefeitura esclarece os motivos da intervenção de 180 dias no Impro

Fonte: Da redação
SHARE
Vista parcial do Paço Municipal de Rondonópolis

A Prefeitura Municipal tem o dever e o poder de apurar qualquer situação anormal no Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de Rondonópolis (Impro). O prefeito pediu a intervenção por 180 dias. E nomeou como interventora a servidora aposentada Maria de Fátima Rezende. A intervenção determina o afastamento cautelarmente dos atuais ocupantes dos cargos de direção e gerência do Impro e também suspende as atribuições do conselho curador, fiscal e do comitê de investimento do Impro.

Em 2014 o Sispmur já tinha pedido a intervenção do instituto. Em 2018 o Sispmur reiterou o pedido. Além disso, também existe uma ação de improbidade contra o Impro referente ao ano de 2014. Recentemente foi distribuída outra ação de improbidade contra o Impro em decorrência da operação da Polícia Federal “Encilhamento”, em que houve busca e apreensão de documentos e equipamentos do Impro. Outro motivo foi que, apesar da operação, não foi tomada nenhuma providência interna para apuração dos fatos e responsabilização.