Prefeitura e entidades vão buscar esclarecimento na ANTT para liberação da duplicação
Adventista

Fullbanner1


Prefeitura e entidades vão buscar esclarecimento na ANTT para liberação da duplicação

Fonte: Assessoria.
SHARE
Foto: Assessoria.

Após reunião entre a Prefeitura de Rondonópolis, a concessionária Rota do Oeste e também representantes de entidades de classe e do movimento comunitário, foi formada uma comissão que vai até a sede da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), em Brasília, para saber da possibilidade da construção de melhorias na travessia urbana, como passarela de pedestres, para que o município libere o início das obras de duplicação da BR-163.

A proposta foi feita por representantes da Associação de Transportadores de Cargas de Mato Grosso (ATC-MT) e da Associação Comercial Industrial e Empresarial de Rondonópolis (Acir) que defendem a construção dos novos equipamentos públicos de segurança e também da duplicação do trecho de 2,5 km da BR-163.

A ideia inicial do prefeito Zé Carlos do Pátio era fazer um termo de ajustamento de conduta (TAC) para deixar oficializada a forma como seriam feitas as melhorias, porém decidiu por montar a comissão para esclarecer junto à ANTT, como o município deve proceder, juntamente com a concessionária, para que as melhorias na travessia urbana sejam executadas.

Os representantes da Associação de Moradores da Região Salmen (Unisal) e da União das Associação de Moradores de Bairros de Rondonópolis (Uramb) ressaltaram a preocupação com crianças e trabalhadores que precisam cruzar a rodovia para estudar e trabalhar e afirmaram que não concordavam com o município, caso o início das obras da duplicação fosse liberada sem a garantia das passarelas.

As discussões tiveram a participação do vereador Jailton do Pesque Pague, do Procurador Geral do município, Anderson de Godoy e dos secretários municipais de Infraestrutura, Nívia Calzolari, Desenvolvimento Econômico, Milton Mutum e de Habitação e Urbanismo, Paulo José Correia.